Notícias - Samarco

Publicado 08/11/2017

Acordo promove desenvolvimento do saneamento básico em municípios impactados pela barragem de Fundão

Acordo promove desenvolvimento do saneamento básico em municípios impactados pela barragem de Fundão

Abastecimento de água, esgoto sanitário e resíduos sólidos são os focos do acordo firmado entre a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental de Minas Gerais(Abes-MG) e a Fundação Renova

Acaba de entrar em vigor um acordo entre a Fundação Renova e a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental de Minas Gerais(Abes-MG) para o desenvolvimento de soluções para o saneamento básico nos municípios impactados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG). A assinatura do convênio foi feita no dia 1/11, na sede da Fundação Renova.

A Abes-MG, que tem grande conhecimento técnico nos municípios de atuação da Fundação Renova e participa de vários comitês de bacias hidrográficas, vai contribuir em frentes de capacitação e oferta de suporte técnico aos projetos de recuperação em fase de implementação, com foco nas ações relacionadas ao abastecimento de água, esgotamento sanitário e resíduos sólidos. Segundo Alex Castro, líder de engenharia da Renova, o acordo permite mais sinergia entre as experiências e o conhecimento técnico-científico das duas instituições. “Capacitação técnica, cursos, seminários e treinamentos para colaboradores da Renova e com funcionários das prefeituras das comunidades impactadas são algumas das ações. Dessa forma, esperamos contribuir para a melhoria do saneamento básico e da saúde pública dessas comunidades para além das obras de infraestrutura”, explica.

De acordo com o presidente da Abes-MG, Rogério Siqueira, a associação vai atuar de acordo com as particularidades de cada localidade impactada.  Ele afirma que o convênio tem a finalidade de deixar um legado sustentável, para além das obras de infraestrutura, com a aplicação de tecnologias para a qualificação da mão de obra“A ideia é promover uma transformação de cultura e qualidade de vida nessas comunidades”, afirma.

A diretora de Desenvolvimento Institucional da Fundação Renova, Andréa Azevedo, relata que existe um desafio em elaborar e viabilizar a execução dos planos, programas e projetos aprovados ao adotar parcerias. “Para mais assertividade, a Renova prioriza acordos com entidades experientes que atuam diretamente com a conservação e preservação ambiental das áreas impactadas”, pontua.



Fonte: Assessoria de Imprensa Fundação Renova