Notícias - Vale

Publicado 13/04/2018

Vale dá início às obras do Atlântica Parque, nova área de lazer da Praia de Camburi

Vale dá início às obras do Atlântica Parque, nova área de lazer da Praia de Camburi

Espaço, com 19 mil metros quadrados, será entregue em dezembro

A Vale dá início nesta quinta-feira (12/4) à construção do Atlântica Parque, nova área de lazer e esportes da Praia de Camburi. Com 19 mil metros quadrados, a área vai abrigar campo de futebol, pistas de skate e de bicicross, além de playgrounds, áreas para musculação e ginástica funcional, espaço para pets, decks, mirantes e áreas livres com árvores, pergolados, jardins e bancos.

O parque de esportes terá a maior pista de skate do Estado e uma das maiores do país. O local vai abrigar os mais modernos equipamentos esportivos gratuitos e a céu aberto da Grande Vitória e vai ser totalmente acessível a pessoas com dificuldades de locomoção, além de contar com árvores já transplantadas em tamanho grande nas áreas de convivência, para garantir mais conforto aos frequentadores. 

O projeto do Atlântica Parque contou com a participação da comunidade desde o início. Seu nome foi escolhido em votação online com mais de 12 mil acessos. Antes mesmo disso, o projeto, que até então era focado nas áreas de esportes, foi redesenhado com base no resultado de uma pesquisa feita com mais de 500 moradores e frequentadores da região e ganhou mais equipamentos de lazer e convivência.

O Atlântica Parque será entregue em dezembro deste ano. Sua construção, realizada pela empresa capixaba Metalvix, vai gerar 150 empregos no pico da obra. Até que o parque seja entregue, a área será protegida por um tapume, sem interdição no calçadão.

Termo de Compromisso Ambiental

O Atlântica Parque faz parte das ações de recuperação da região Norte da Praia de Camburi que estão sendo realizadas pela Vale através de um Termo de Compromisso Ambiental assinado com o Ministério Público Federal, o Ministério Público Estadual, a Prefeitura de Vitória e o governo do Estado.

O termo prevê ainda, como principal ação, a recuperação da faixa de areia que não é banhada pelo mar no extremo Norte da Praia e a construção de um outro espaço, o Parque Costeiro, voltado para educação ambiental, cujo projeto está em elaboração. Os objetivos, premissas e o escopo dos parques foram definidos pela Prefeitura de Vitória e pela Vale.

O projeto para a recuperação da faixa de areia já foi entregue para avaliação dos órgãos ambientais. Ele será executado conforme recomendação técnica do Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória (Semmam).

Ainda como parte do TCA, Vale e Prefeitura de Vitória assinaram no início de abril um termo de cooperação técnica para viabilizar a contratação de estudos necessários para a recuperação da erosão que atinge a parte Sul da praia, próximo ao Píer de Iemanjá. Pelo convênio, a Vale se responsabiliza a arcar com os custos dos estudos e entregá-los para que a prefeitura realize as intervenções necessárias. O convênio tem duração prevista de 9 meses e o prazo para entrega do estudo será definido após a contratação da empresa.

Além das ações citadas acima, o Termo de Compromisso Ambiental contempla também o monitoramento específico da área da praia que receberá a intervenção como parte do processo de recuperação. Cabe destacar que a execução das ações previstas no TCA estão sendo acompanhadas pela Comissão formada por membros dos órgãos que assinam o termo e por representantes das associações de moradores de Jardim da Penha, Mata da Praia e Jardim Camburi.



Fonte: Assessoria de Imprensa Vale