Notícias - Vale

Publicado 24/08/2021

Vale compra R$ 1,4 bilhão com empresas locais no ES

Vale compra R$ 1,4 bilhão com empresas locais no ES
Dado faz parte do Balanço Vale+ do primeiro semestre de 2021

A Vale destinou R$ 1,4 bilhão em compras com fornecedores locais no Espírito Santo entre os meses de janeiro e junho. O dado faz parte do Balanço Vale+, lançado recentemente. A publicação reúne as principais ações sociais, ambientais e econômicas da empresa no primeiro semestre deste ano.

Nesse período, a média de contratação de produtos e serviços locais foi de 54%. Foram realizados negócios com 421 empresas no Estado.

Entre as ações realizadas nos primeiros seis meses do ano ainda está a conclusão do Parque Caminho do Mar, na Serra. Inaugurado em junho, o espaço de lazer ocupa 30 mil metros quadrados e é equipado com quadras de futebol poliesportiva e de areia, espaço para musculação e ginástica funcional, pista de skate, ciclovia, mirante, entre outros itens. O local foi aberto ao público e passou a ser administrado pela prefeitura municipal.

O investimento social da Vale foi de R$ 16,4 milhões no primeiro semestre do ano. Entre as ações desenvolvidas está o programa Vale nas Escolas, voltado para unidades de ensino das redes pública e particular. Diante da pandemia, o conteúdo está disponível no formato on-line por meio do site vale.com/es. Na página, é possível conhecer a programação e se inscrever para palestras, lives, cursos, workshops e oficinas tecnológicas. Entre as próximas atividades estão oficinas de Games, Robótica, entre outras. Também estão disponíveis para download jogos e atividades educativas

Carbono neutro

Na área ambiental destacam-se as ações voltadas para a redução nas emissões de carbono. A Vale tem como meta chegar a 2050 como uma empresa carbono neutra. Isso significa reduzir e compensar todo CO2 emitido nas operações.

Recentemente, o Porto de Tubarão recebeu o primeiro mineraleiro do mundo equipado com velas rotativas. São cinco velas instaladas ao longo da embarcação que permitirão um ganho de eficiência de até 8%, afirma a empresa, e, por sua vez, uma redução de até 3,4 mil toneladas de CO2. Caso o piloto se mostre eficiente, estima-se que pelo menos 40% da frota esteja apta a usar a tecnologia, o que impactaria em uma redução de quase 1,5% das emissões anuais do transporte marítimo de minério de ferro da Vale.

Outros números

- R$ 2,3 bilhões em desembolso, incluindo custeios e investimentos no Espírito Santo
- 13,5 mil empregos próprios e terceiros
- R$ 530 milhões é a soma de todas as remunerações e benefícios pagos pela Vale para empregados próprios, em circulação na economia capixaba, de janeiro a junho
- R$ 67,2 milhões repassados em tributos (ICMS e ISS) ao Estado


Fonte: Assessoria de Imprensa Vale