Notícias - Vale

Publicado 10/06/2017

Moradores de 15 cidades capixabas e mineiras têm até 25 de outubro pra enviar histórias

Moradores de 15 cidades capixabas e mineiras têm até 25 de outubro pra enviar histórias

Moradores de 15 municípios vizinhos à Ferrovia Vitória a Minas têm até 25 de outubro para enviar histórias reais ou inventadas para o Concurso de Histórias do Projeto Curta Vitória a Minas. As inscrições, que terminariam no dia 30 de setembro, foram prorrogadas. A ação é da Vale e Fundação Vale e conta com parceria do Instituto Marlin Azul e Lab. Muy.

Os interessados podem enviar histórias reais ou inventadas envolvendo fatos curiosos, personagens marcantes, acontecimentos da cidade, lendas, causos, ou qualquer outro tema. Cada autor selecionado participará de uma oficina audiovisual com duração de 15 dias para transformar a história em filme de curta-metragem. A proposta é contribuir para o fortalecimento territorial e comunitário dessas localidades a partir do registro da memória, dos costumes, hábitos, lendas e outras peculiaridades.

Em sua primeira edição, o projeto Curta Vitória a Minas irá contemplar moradores dos municípios de Fundão, Ibiraçu, João Neiva, Colatina e Baixo Guandu, no Espírito Santo; e Aimorés, Resplendor, Conselheiro Pena, Tumiritinga, Governador Valadares, Periquito, Belo Oriente, Antônio Dias, Santana do Paraíso e Nova Era, em Minas Gerais.

Poderá participar da iniciativa qualquer pessoa maior de 18 anos, residente em uma das cidades contempladas, que tenha uma boa história para contar e que demonstre interesse pela área de audiovisual. Não é necessário comprovar experiência anterior na atividade.

Formação básica

Como parte do Curta Vitória a Minas, a Vale e a Fundação Vale irão oferecer um curso de formação básica em audiovisual para os autores que tiverem as suas histórias selecionadas pela comissão julgadora. Com duração de 15 dias, a capacitação será realizada em Ibiraçu, no Espírito Santo, entre os dias 23 de novembro a 07 de dezembro de 2014. A participação no curso de formação será obrigatória para os selecionados, além de ser requisito necessário para a realização do curta-metragem proposto em cada texto.

Após a oficina audiovisual, cada selecionado retornará a sua cidade de origem e terá até fevereiro de 2015 para realizar a captação das imagens, a partir do roteiro desenvolvido no curso. Durante as gravações, os autores contarão com o acompanhamento de uma produtora e com equipamentos pagos pelo projeto.

Feito isso, os participantes terão até março do ano que vem para finalizar os filmes, etapa que será realizada nas produtoras regionais contratadas pela organização do Curta Vitória a Minas. Nessa fase, os participantes terão, à disposição, equipamentos de edição digital para finalizarem os seus respectivos filmes e serão acompanhados por profissionais especializados na área.

Na etapa seguinte, os filmes serão exibidos em sessões abertas e gratuitas em uma tela de cinema montada em ruas e praças das cidades participantes. As obras também farão parte da programação das tevês do Trem de Passageiros da Vitória a Minas e integrarão uma coletânea de DVDs a ser distribuída gratuitamente para escolas, bibliotecas públicas, cineclubes, pontos de cultura e outras instituições sociais.

Inscrições

As inscrições para o Curta Vitória a Minas podem ser feitas através do site www.curtavitoriaaminas.com.br, onde também é possível encontrar o regulamento do concurso. No ato da inscrição, o candidato deverá anexar cópia da Carteira de Identidade, do CPF, além de comprovante de residência atual em nome do autor da história. Cada pessoa poderá concorrer com mais de uma história, sendo que apenas uma será selecionada. Não serão permitidas inscrições que contenham mais de um autor por história.

Para aqueles que preferirem os meios tradicionais, também é possível efetuar a inscrição pelos Correios. Nesse caso, é preciso imprimir a ficha de inscrição disponível no site e enviá-la preenchida, junto com cópia da Carteira de Identidade, CPF e um comprovante de residência atual em nome do autor da história para a organização do Curta Vitória a Minas (Rua Oscar Rodrigues de Oliveira, 570, Jardim da Penha, Vitória / ES, CEP 29060-720).

Os interessados em participar do concurso, mas que não tiverem comprovante de residência atual em nome próprio, terão de providenciar uma declaração emitida pelo proprietário do imóvel no qual reside. É obrigatório que o documento seja registrado em cartório. Tanto o comprovante, quanto a declaração, devem ser enviados com a ficha de inscrição para a coordenação do concurso. Já para quem reside em imóvel alugado, é necessário enviar uma cópia do contrato de aluguel junto com a inscrição, desde que no contrato conste o nome do autor da história como inquilino.

Serviço:
Inscrições para o Projeto Curta Vitória a Minas

Quando: Até 25 de outubro
Mais informações: producao@curtavitoriaaminas.com.br, (27) 3327-6999 ou www.curtavitoriaaminas.com.br



Fonte: Assessoria de Imprensa Vale