Notícias - Samarco

Publicado 15/06/2019

Samarco realiza simulado de emergência no Porto de Ubu

Samarco realiza simulado de emergência no Porto de Ubu

A Samarco realizou, nessa quarta-feira (12/6), no Terminal Marítimo de Ponta de Ubu, um simulado prático em ações de emergência. O exercício, que faz parte do Plano de Resposta a Emergência das operações portuárias da empresa, aconteceu entre 9h e 12 horas e envolveu aproximadamente 80 pessoas.
 
Foram apresentados vários cenários. No primeiro foi feito o lançamento de laranjas para simular uma mancha de 300 litros de óleo no mar originado de uma situação de derramamento acidental.  Também houve simulação de combate a incêndio, resgate de acidentado a bordo, resgate de homem ao mar e resgate de fauna aquática.
 
De acordo com o gerente do Porto, Rodrigo Abreu, os simulados de emergência são realizados desde 2002 e são importantes para fortalecer a cultura da prevenção. Com as ações, é possível exercitar os aspectos gerenciais do Plano de Emergência Individual (PEI), fortalecer a integração entre as equipes, as empresas contratadas, órgãos reguladores e comunidades, além de promover a capacitação e as habilidades necessárias para atuação em situações de emergência.
 
“Com os simulados, conseguimos também identificar e melhorar técnicas de atuação, seja na coordenação, na comunicação, na contenção e no recolhimento de mancha de óleo flutuante. Há todo um trabalho preventivo para se evitar ocorrências semelhantes no dia a dia, mas é fundamental também que os envolvidos estejam preparados para situações de emergência ”, afirma Abreu. Ele explica ainda que as atividades atendem à legislação em vigor.
 
Além da participação de empregados e contratados, a ação contou com a presença de diversos órgãos, como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), Defesa Civil e Corpo de Bombeiros de Anchieta, Marinha do Brasil, Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos (Ipram), entre outros. Diversos equipamentos foram utilizados na simulação dos cenários, entre eles, um rebocador, uma lancha, um bote motorizado, 200 metros de barreiras flutuantes de contenção e tambores para recolhimento das laranjas lançadas no mar.
 
Retomada

A Samarco está se preparando para retomada operacional com mais segurança e de forma gradual, inicialmente com 26% de sua capacidade operacional. A empresa voltará às atividades de forma diferente,  sem barragem de rejeitos e após a implantação total de um sistema de disposição de rejeitos no Complexo de Germano, em Mariana (MG), que inclui a Cava Alegria Sul e a filtragem para o empilhamento a seco. A primeira etapa de obras na Cava já foi concluída. A segunda etapa, em andamento, consiste na montagem eletromecânica do sistema de bombeamento de lama, rejeito e água.
 
Com a implantação das novas tecnologias, a maior parte do rejeito, que corresponde aos arenosos e representa 80% do total gerado, será filtrada e empilhada a seco. Os demais 20%, após processamento, serão destinados à Cava Alegria Sul.
 
Os processos de licenciamento necessários para a retomada das operações estão em andamento na Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad) .



Fonte: Assessoria de Comunicação Samarco