Notícias - Samarco

Publicado 11/06/2018

Pagamento do auxílio financeiro emergencial passa a ser feito por depósito em conta

Pagamento do auxílio financeiro emergencial passa a ser feito por depósito em conta

A mudança visa aumentar a segurança das transações para os atingidos

Para proporcionar mais segurança nas transações, a Fundação Renova passa, a partir de julho, a depositar mensalmente o Auxílio Financeiro Emergencial em contas bancárias (conta-corrente ou poupança), substituindo o pagamento que, até o momento, é feito por meio do cartão Alelo. As transações financeiras poderão ser feitas dentro da própria agência bancária, evitando deslocamentos com valores em espécie. Além disso, os atingidos contarão com uma rede de atendimento maior do que a rede de estabelecimentos conveniados ao cartão atual. É importante destacar que a mudança no processo de recebimento não implicará em cancelamento ou suspensão do pagamento do auxílio.

O processo é simples. Os atendentes da Fundação Renova irão entrar em contato por telefone para realizar o agendamento da troca. A partir daí, basta comparecer com os dados de conta (cartão do banco ou documentação bancária com o número e tipo de Conta, Agência, Nome do Banco e documentos originais: CPF e Carteira de Identidade) nos escritórios da Fundação nos dias e horários informados anteriormente pelos atendentes. Quem não tiver uma conta corrente ou poupança poderá abri-la no banco de sua preferência.

Serão aceitas contas-correntes e poupanças de qualquer banco, em nome do titular do cartão. Quem possuir as chamadas “contas fáceis” da Caixa Econômica Federal ou outras contas que não sejam corrente ou poupança deverá desbloqueá-las na agência de abertura, já que elas apresentam limites para recebimento de transferência de valores.

O saldo existente no cartão Alelo ficará disponível para uso até dezembro de 2019. O titular de auxílio financeiro deverá realizar a transferência dos valores para sua conta bancária ou utilizar o saldo disponível na rede de estabelecimentos conveniados antes dessa data.



Fonte: Assessoria de Imprensa Fundação Renova