Notícias - Samarco

Publicado 25/10/2018

Grupo de trabalho vai debater os impactos sofridos pelos produtores rurais do espírito santo

Grupo de trabalho vai debater os impactos sofridos pelos produtores rurais do espírito santo

O encontro que instituiu o grupo de trabalho contou com a presença de 14 organizações entre estaduais e municipais

Um grupo de trabalho criado no começo de outubro, em Linhares, vai debater os impactos sofridos pelos produtores rurais dos municípios capixabas atingidos pelo rompimento da barragem.

O encontro contou com a presença de diversas organizações estaduais e municipais ligadas à agropecuária, como Ministério da Agricultura, Sindicato Rural de Linhares, Sindicato de Trabalhadores Rurais de Linhares e Sooretama, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Secretaria de Estado da Agricultura, secretarias municipais de Agricultura, Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e Federação de Agricultura do Espírito Santo, entre outras.

Durante a reunião, também foram apresentados o processo de cadastro e a atuação do programa do Uso Sustentável da Terra, com foco no Programa de Retomada das Atividades Agropecuárias, que tem a proposta de fornecer assistência técnica para que as propriedades se tornem social e ambientalmente viáveis, bem como mais economicamente sustentáveis.

Foram definidos representantes para integrar uma comissão dentro do grupo de trabalho, que se reuniu no dia 16 de outubro para discutir os próximos passos. Foi decidido que será realizado um workshop, com aproximadamente 100 participantes, no dia 20/11, em Linhares (ES). A pauta ainda será aprovada pela comissão mas a estrutura básica será:
- apresentação da Fundação Renova;
- formação de Grupos por área de atuação (solo, uso da água, indenizações, etc.) com debates e elaboração de perguntas;
- respostas às perguntas elaboradas pelos grupos e encaminhamentos.

No encontro, estiveram presentes a comissão constituída pelo Incaper, Sindicato Rural de Linhares, Sindicato do Trabalhadores Rurais de Linhares, MST e Fundação Renova.



Fonte: Assessoria de Imprensa Fundação Renova