Notícias - Petrobras

Publicado 08/09/2021

Petrobras divulga 30 startups pré-selecionadas para edital de inovação de R$ 22 milhões

Petrobras divulga 30 startups pré-selecionadas para edital de inovação de R$ 22 milhões
Candidatas disputarão, até o fim do ano, aportes para projetos em diferentes verticais tecnológicas
 
A Petrobras divulgou, nesta segunda-feira (6/9), as 30 empresas selecionadas na primeira fase do III edital do Programa Petrobras Conexões para Inovação – módulo Startups. Com valor de R$22 milhões e voltado para startups e pequenas empresas, a seleção é a maior já aberta no setor de petróleo gás e energia. As classificadas vão disputar, na etapa final, aportes de até R$ 500 mil ou de até R$ 1,5 milhão, a depender da categoria deep tech ou soft tech. Os valores serão usados em projetos nas áreas de eficiência energética, robótica, redução de carbono, modelagem geológica, tecnologia de inspeção e tecnologia digital. Para as escolhidas nesta primeira fase começa agora a análise documental, seguida da elaboração dos planos de trabalho e modelos de negócio.
 
O programa surgiu da necessidade de a Petrobras estreitar o relacionamento com o ecossistema de inovação, especialmente com startups e pequenas empresas de base tecnológica. O investimento visa atender demandas mapeadas internamente na companhia e soluções que possam ser desenvolvidas de modo ágil e com possibilidade de implantação na indústria de óleo e gás. As startups vencedoras recebem suporte financeiro para o desenvolvimento dos projetos de inovação, interagem com o corpo técnico da Petrobras, recebem capacitação empresarial para posicionamento de mercado e estruturação de planos de negócios com o apoio do Sebrae, parceiro da companhia no edital. Ao final do processo, as vencedoras têm a possibilidade de atender demandas não só da Petrobras, mas de se tornarem fornecedoras de toda a cadeia produtiva de petróleo e gás.
 
Startups aprovadas nos editais anteriores já mostram resultados de projetos desenvolvidos nas áreas de tecnologias imersivas, robótica, machine learning e weareables, entre outras verticais tecnológicas. A VR Monkey, startup vencedora de um dos desafios do I edital do Programa Conexões, especialista em realidade virtual, desenvolve uma solução para treinamento de processos da indústria de óleo e gás. O objetivo é capacitar pessoal para atuar de forma segura em espaços confinados, em altura e com proximidade de calor. “Conseguimos atingir um nível de imersão muito superior as aplicações que havíamos desenvolvido anteriormente. Com os recursos do projeto, criamos uma experiência bastante realista, e com mecânicas inovadoras para interação do usuário com personagens na plataforma”, destaca o diretor comercial da startup, Rafael de Camargo.
 
A previsão de implantação do projeto piloto é para outubro e entrega da plataforma digital para o primeiro semestre de 2022. Rafael conta que a startup nunca tinha trabalhado para uma empresa de petróleo e se beneficiou da experiência: “a possibilidade de fazer esse projeto junto a Petrobras é muito rica, pois conseguimos entender e participar dos desafios da indústria no dia a dia e planejar como a tecnologia pode dar origem a um produto que agregue valor, sendo uma solução para esses desafios. Estamos trabalhando junto a uma equipe da Petrobras que se mostrou muito comprometida e dinâmica. Adotamos ciclos rápidos de desenvolvimento e conseguimos ter as primeiras demonstrações de um produto em 5 meses de projeto”, comemora Rafael.
 
Ecossistema de Inovação

A Petrobras se relaciona com o ecossistema de inovação não apenas por meio de startups, mas também por meio de parcerias com universidades, Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs), no Brasil e no exterior, e outras empresas. Recentemente, a companhia obteve o primeiro lugar, na categoria Petróleo e Gás, no ranking Top Open Corps, que qualifica a interação de empresas do setor com o ecossistema de inovação aberta no país.

O Programa Petrobras Conexões para Inovação, o maior voltado para inovação aberta do país, faz parte do objetivo da Petrobras de estimular a geração de inovações com alto potencial de impacto e ganhos de eficiência em áreas de interesse do setor. O programa evoluiu, tornou-se um guarda-chuva e passou a abrigar também os módulos Testes de Soluções, voltado para startups e outras empresas inovadoras que possuam soluções tecnológicas e desejem testá-las rapidamente; Desafios, com oportunidades mapeadas a partir de demandas internas que são divulgadas periodicamente; e o Ignição, em parceria com a PUC-Rio, que oferece bolsas de pesquisa em projetos inovadores aos estudantes universitários selecionados por meio do edital.

Confira as startups pré-selecionadas no edital 2021.


Fonte: Assessoria de Imprensa Petrobras