Notícias - Gerais

Publicado 13/04/2016

Operadores portuários criam Associação para representar seus interesses

Operadores portuários criam Associação para representar seus interesses

Os operadores portuários do Espírito Santo querem mais representatividade no Estado. As empresas responsáveis pela movimentação de cargas na área do porto organizado criaram a Associação dos Operadores Portuários do Espírito Santo, AOPES, com os objetivos de ampliar a presença da atividade na pauta da sociedade, manter uma articulação mais firme frente aos interesses do setor e conscientizar os capixabas sobre a relevância do trabalho que realizam.

Segundo o presidente da AOPES, Nilo Martins de Cunha Filho, o porto público possui importante papel na atividade portuária. Além de indutor do desenvolvimento socioeconômico, ele também atua como regulador do mercado, objetivando atendimento aos usuários que o demandam.

“Nossos associados, notadamente os que operam através dos berços públicos administrados pela Codesa, são responsáveis por 66% do total de cargas movimentadas através do Porto de Vitória e de cerca de 55% das requisições de mão de obra avulsa junto ao OGMO”, afirma Martins.

Pelos portos públicos capixabas são movimentados granito, granéis sólidos, ferro gusa, produtos para indústrias de petróleo, cargas projeto, produtos siderúrgicos, veículos e outros.

Entre as empresas associadas a AOPES estão:

  • Brascargo Logística e Transportes,
  • Internacional Agência Marítima e Operadora Portuária
  • Multilift Logística,
  • Planet Sea Operadora Portuária e Logística,
  • Poseidon Marítima,
  • Seaway- Comissaria,Transporte, Turismo e Agenciamento,
  • Start Navegação
  • Terra Vix ShipService,
  • Uniport Agência Marítima,
  • Unisam Offshore & Agência Marítima.
Fonte: Mile4 Assessoria de Comunicação