Notícias - Gerais

Publicado 08/02/2018

Fisioterapeuta dá dicas de como evitar lesões no Carnaval

Fisioterapeuta dá dicas de como evitar lesões no Carnaval
Professor da Estácio alerta sobre o cuidados que os foliões devem ter para aproveitar a festa do momo sem causar danos ao corpo

O Carnaval está se aproximando e, com ele, vem a maratona de blocos e desfiles pelas ruas do país. Quem vai curtir a folia, principalmente os mais sedentários, deve ficar atento a alguns cuidados que devem ser tomados com o corpo para que a diversão não se transforme em lesões musculares, por exemplo.

O professor do curso de Fisioterapia da Estácio, Arlindo Elias Neto, destaca que o ideal é manter a atividade física em dia durante todo o ano para estar mais preparado para períodos como o Carnaval. “Mas, caso os exercícios regulares tenham passado longe da rotina nos últimos meses, alguns alongamentos para os músculos da coluna vertebral e dos membros inferiores, por um período de 20 a 30 segundos cada grupo muscular, podem ajudar a evitar contraturas antes de sair para as ruas”, explica Arlindo.

Segundo o fisioterapeuta, dentre as principais lesões ocorridas nesta época destacam-se os estiramentos e as contraturas musculares, que estão relacionados com o excesso de esforço físico. Outras lesões comuns são as entorses articulares e quedas, que estão relacionadas às irregularidades das calçadas e ruas ou ainda ao tipo de calçado e excesso de bebida alcoólica.

Para “brincar o carnaval” com mais comodidade, é importante ainda ter atenção à escolha do calçado ideal. “Um tênis confortável é mais indicado, porque absorve melhor os impactos e protege o pé. As rasteirinhas podem provocar dor nos calcanhares, após muito tempo de uso, e os calçados de salto alto apresentam maior risco de quedas e entorses do tornozelo e joelho”, detalha. 

Outra dica importante é o controle da bebida alcoólica que, em grande quantidade, pode contribuir para fadiga muscular e desequilíbrios, que podem comprometer os demais dias de folia. É recomendável ainda fazer algumas pausas regulares, adotar uma alimentação saudável, comer com calma e manter-se hidratado.

Para aqueles que abusarem da folia e sentirem dores musculares após as festividades, geralmente um breve período de repouso, gelo por 20 a 30 minutos e alongamentos suaves podem ajudar. Já as lesões mais graves são caracterizadas por dor mais intensa e presença de inchaço na região acometida. Nestes casos, o folião deve procurar atendimento no serviço de saúde mais próximo.

Seguir as dicas básicas de segurança podem garantir dias de muita diversão e alegria, complementa o fisioterapeuta.

Exemplos de alongamento a serem feitos:


Fonte: P6 Comunicação