Notícias - Gerais

Publicado 30/11/2016

Faculdade Estácio oferece novo curso de engenharia semipresencial

Faculdade Estácio oferece novo curso de engenharia semipresencial
A graduação de Engenharia Elétrica será ofertada nas unidades de Vitória e Vila Velha 

A Faculdade Estácio inicia o próximo ano com uma nova graduação disponível para a comunidade. Foi autorizado pelo Ministério da Educação (MEC) o funcionamento do curso de Engenharia Elétrica, oferecido na modalidade semipresencial (Flex), que mescla aulas a distância e com presenciais. 

O curso, com duração de cinco anos, será disponibilizado nas unidades de Vitória e Vila Velha, no período noturno, totalizando 200 vagas por ano. A modalidade Flex conta com mensalidades acessíveis e tem a vantagem de aliar a experiência do campus com os professores em sala de aula e a flexibilidade do Ensino a Distância. 

Os alunos assistem as aulas presenciais nas unidades e também cumprem as disciplinas on-line, por meio de uma plataforma disponível na Universidade Estácio de Sá. O diploma conquistado é o mesmo da modalidade presencial. 

O acesso ao curso pode ocorrer por vestibular/Enem, transferência ou segunda graduação. A mensalidade é de R$ 827,14 e, atualmente, existe descontos de até 30% para algumas modalidades de acesso. 

Profissão

O Engenheiro Eletricista que tem como atribuição profissional a geração, transmissão e a distribuição da energia elétrica. O profissional pode atuar no desenvolvimento de componentes eletrônicos, projetando ou construindo instalações elétricas residenciais, em usinas hidrelétricas, termelétricas e nucleares, na operação e manutenção de equipamentos em hospitais e clínicas e de equipamentos elétricos em geral, em concessionárias de energia, empresas de telecomunicações, fábricas de celulares, indústrias de equipamentos. 

Está ainda habilitado para o desenvolvimento de automação, eletrônica, eletrotécnica, engenharia biomédica, hardware e computação, instrumentação, microeletrônica e telecomunicações. 

Atualmente, o mercado profissional passa por um processo de expansão, liderado, principalmente, pelo Plano Decenal de Expansão de Energia 2024, do Ministério de Minas e Energia que prevê investimentos de R$ 1,4 trilhão nos próximos anos em energia elétrica, petróleo, gás natural e biocombustíveis gerando um aumento de 55% na capacidade instalada de geração de energia elétrica no país. 

No setor público, existem outras tantas oportunidades de trabalho em hidrelétricas, termelétricas ou usinas movidas a biomassa e na gestão e aperfeiçoamento dos sistemas de transmissão e distribuição. Vale ressaltar ainda que a busca pela energia limpa desenvolve outros campos de trabalho para o Engenheiro Eletricista como a geração de energia eólica. Além da energia limpa, a modernização dos serviços de telecomunicação no país e a crescente e a transmissão de dados de quarta geração (internet 4G) também abrem boas perspectivas de desenvolvimento profissional para o Engenheiro Eletricista. 

Além da Engenharia Elétrica, a Estácio já oferece cursos presenciais de Engenharia Civil e de Produção. Mais informações sobre o processo seletivo no site www.compromissoestacio.com.br


Fonte: Pauta 6 Comunicação