Notícias - Gerais

Publicado 16/07/2019

Espírito Santo recebe mudas de espécies em extinção para plantio no dia de proteção às florestas

Espírito Santo recebe mudas de espécies em extinção para plantio no dia de proteção às florestas

Cerca de 4.500 mudas de espécies em extinção serão plantadas em todo o Brasil, no dia 17, no Espírito Santo 150 mudas da Mata Atlântica serão inseridas em Domingos Martins.

O projeto Uruçu Capixaba, em conjunto com outros 17 projetos ambientais, plantará cerca de 4.500 mudas em várias regiões do país na próxima quarta-feira (17). O Uruçu Capixaba é o responsável pelo plantio de 150 mudas nativas da Mata Atlântica, das quais, 50 são ameaçadas de extinção. Espécies como, Cedro-rosa, Jacarandá-da-bahia, Palmito-juçara, Braúna, Pau-brasil serão plantadas no município de Domingos Martins, no Estado. Essa iniciativa faz parte de uma ação coletiva, resultado da integração de projetos patrocinados pela Petrobras, a maioria da linha Florestas e Clima, patrocinados por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

Na cultura popular brasileira, a proteção das florestas é personificada na figura mítica do Curupira, um espírito mágico que habita as florestas e ajuda a protegê-las da invasão e ataque de pessoas mal-intencionadas. Por este motivo, o dia 17 de julho também é considerado o Dia do Curupira, o “protetor das florestas”. Por isso, na data são realizadas ações que mostram à p opulação os perigos do desmatamento e da falta de proteção às florestas. 

A ação envolverá crianças, jovens, universitários, pessoas com deficiência, comunidade tradicionais e povos indígenas pretende reforçar a importância da proteção das florestas não só para a regulação do clima, mas também para a manutenção da vida no planeta. 

“A ideia é aproximar as pessoas e a natureza disseminando conhecimentos sobre as espécies ameaçadas, a necessidade de recuperação e preservação dos recursos para gerações futuras e também a utilização das plantas em várias atividades humanas como a alimentação, o uso medicinal, a produção de cosméticos, entre outras utilidades”, comentou o diretor presidente do Ibramar, Jucenio Mauro Romagna. 

A ação conta com uma campanha digital nas redes sociais dos projetos participantes com a hashtag #florestaseclima e #juntospelomeioambiente. 


URUÇU CAPIXABA

O projeto Uruçu Capixaba é realizado no estado do Espírito Santo, pelo Ibramar – Instituto Brasileiro do Mar. O projeto atua com a restauração ecológica de 30 hectares e a educação ambiental, visando à valoração dos serviços ecossistêmicos no desempenho de florestas plantadas e fixação do carbono. Além disso, contribui para a proteção e redução do risco de extinção da Melipona capixaba, espécie de abelha sem ferrão, endêmica da região e de grande importância para polinização. O projeto já plantou aproximadamente 8.000 mudas de espécies nativas e ameaçadas de extinção da Mata Atlântica, repovoamento da abelha Uruçu Capixaba, também ameaçada de extinção e vem atuando em diferentes ações de educação ambiental junto as escolas e comunidade rural do município de Domingos Martins. 



Fonte: Lorena Meireles Assessoria de Imprensa