Notícias - Gerais

Publicado 12/07/2017

Educação a Distância é a que mais cresce no país

Educação a Distância é a que mais cresce no país

O EAD traz um modelo de ensino com flexibilidade de horários, mensalidades mais acessíveis e a possibilidade de estudar em qualquer lugar 

A Educação a Distância (EAD) é a modalidade de ensino que mais cresce no Brasil. Segundo dados do Ministério da Educação (MEC), das 3,3 milhões de matrículas no ensino superior, registradas entre os anos de 2003 e 2013, um terço correspondia a cursos a distância, sendo a maioria na rede privada de ensino.

De 49.911 alunos em 2003, o número saltou para 1.153.572, dez anos depois. Desse total, 86% correspondiam a instituições particulares de educação superior. Em 2014, segundo dados da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), o total de matriculados já ultrapassava a marca de 3,8 milhões.

O EAD traz um modelo de ensino com flexibilidade de horários, mensalidades mais acessíveis e a possibilidade de estudar em qualquer lugar. A Faculdade Multivix é um exemplo de instituição que resolveu apostar na nova modalidade. Em 2017, o Grupo completou 18 anos de atuação no mercado de Ensino Superior e conta, atualmente, com mais de 25 mil alunos. Agora, irá levar a qualidade já consolidada presencialmente para o mundo virtual, apostando no ensino que o capixaba já conhece acessível aonde ele estiver.

Já para aulas com início neste segundo semestre de 2017, a Multivix irá abrir vagas para 22 cursos de pós-graduação e graduação a distância. São nove polos no Estado (Vitória, Vila Velha, Cariacica, Serra, Nova Venécia, São Mateus, Cachoeiro de Itapemirim e Castelo e Linhares). A Faculdade tem, ainda, projeção de abrir mais polos e cursos no próximo ano.

O diretor geral do Grupo Multivix, Tadeu Penina, lembra que é importante que o aluno busque sempre referência da Instituição de Ensino Superior (IES) que ofertará os cursos e visite os polos de ensino para ter certeza de que o local físico realmente existe. “O estudante deve sempre se precaver e garantir que a IES em que ele cursará a graduação ou pós a distância seja credenciada para ofertar o curso. Além disso, é importante atestar a qualidade do ensino. Nem sempre o menor preço é o mais vantajoso”. O diretor ressalta que o diploma adquirido no curso EAD é o mesmo diploma do curso presencial.

Penina fortalece a mensagem de que a plataforma demanda ainda mais personalização e qualidade no ensino e, consequentemente, alta capacitação e experiência dos profissionais. “A informação e a aprendizagem são elementos que aumentam a chance de empregabilidade. A faculdade mantém a responsabilidade de formar profissionais ativos, competitivos, prontos para dar respostas às necessidades atuais do mercado e às que estão por vir”, disse Penina.



Fonte: Mile4 Assessoria de Comunicação