Notícias - Gerais

Publicado 24/03/2015

Consórcio como modalidade empresarial ganha popularidade no Brasil e no Estado

Consórcio como modalidade empresarial ganha popularidade no Brasil e no Estado

O consórcio tem se popularizado cada vez mais no Brasil, com investidores de vários nichos de mercado descobrindo a importância da modalidade para a aquisição de novos bens móveis e imóveis. Dentro desse segmento, uma das demandas que mais crescem, especialmente entre o setor empresarial, é a busca por consórcio para o aumento de frotas e, ainda, a expansão de unidades, criação de filiais, etc. De acordo com pesquisa, houve um aumento, no último ano, de 25% na aquisição de cotas com esta finalidade.

A Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios) sinalizou que, em 2014, 37,2% dos contemplados pelas empresas de consórcios utilizaram a carta para adquirir imóveis não destinados à moradia. Destes, 6% investiram em espaços comerciais, como escritórios, consultórios, lojas ou galpões.

Entre os principais motivos para esta demanda está a dificuldade de pequenos e médios empresários em conseguir financiar imóveis e veículos, muito por conta da alta de juros constatada nos últimos anos e que deve se intensificar em 2015. Para o Diretor Administrativo do Consórcio Viwa, Robson Subtil, o consórcio anda lado a lado com uma das principais características do mundo empresarial: o crescimento econômico e social sustentável e planejado.

“Um empresário que planeja a expansão de seu empreendimento comercial, ou de sua frota de veículos, não o faz de forma premeditada. Tudo é planejado e estudado com antecedência. Dado ao prazo de concretização desses planos, a aposta pelo consórcio se torna a opção de investimento mais viável. Além disso, é uma forma de fugir dos juros bancários, que estão cada vez maiores”, afirma Robson.

É o caso da empresária Jaciara Brandão Almeida, de 47 anos, moradora de João Neiva. Há dois anos, ela se viu diante de um problema: um de seus veículos, utilizados para a entrega de produtos de sua empresa, precisou ser substituído após um acidente. Responsável por uma companhia de distribuição de material de construção, ela precisava repor a frota, porém os juros do financiamento a impossibilitavam.

“Para adquirir um novo caminhão, eu teria que utilizar o capital da minha empresa, podendo me prejudicar no futuro. Foi quando conheci o consórcio, que se mostrou a melhor opção para aquele momento, pois eu poderia adquirir o veículo que precisava sem ter que apertar meu orçamento. Felizmente fui contemplada rapidamente, podendo investir logo no novo caminhão. Após isso já investi em novas cotas e pretendo continuar aumentando minha frota através dessa modalidade”, acrescenta Jaciara.

Quem também viu no consórcio uma ótima forma de aumentar os seus negócios foi o técnico industrial Anísio Patrocínio, de 46 anos, morador de Vila Velha. Ele, que possui uma empresa de assistência técnica há 20 anos, enxergou uma necessidade de expansão futura e logo procurou um banco, porém os valores não batiam com o orçamento que ele possuía disponível.

“O Consórcio me possibilitou adquirir um imóvel novo, que utilizei para montar uma filial para minha empresa, quando já havia desistido da ideia ao procurar bancos para simular financiamentos. Quando você se adianta ao crescimento futuro de sua empresa, investir em consórcio é a melhor forma de atingir esses objetivos sem cair em armadilhas”, completa. Fonte: Mile4 Assessoria de Comunicação