Notícias - Gerais

Publicado 15/05/2018

Artigo: Comércio Exterior em sua máxima potência

Artigo: Comércio Exterior em sua máxima potência

O comércio exterior é a área que mais cresce no Brasil. Como mostram os dados do relatório “Trade and Statistics Outlook”, realizado pela Organização Mundial do Comércio (OMC), no último ano o Brasil ampliou o seu percentual de participação internacional, atingindo o 6º lugar entre os 30 países com maior crescimento de exportações.

Após cinco anos de queda, o relatório apontou que as exportações brasileiras conquistaram crescimento acima da média mundial. O aumento da demanda global por produtos dos quais o Brasil é competitivo, nos colocou na frente de países como Estados Unidos, China, Alemanha, México e Índia.

Neste cenário expansivo, o setor de comércio exterior brasileiro ganha vantagem. O apontamento do relatório direciona para uma grande ampliação do mercado, motivando novos investimentos e aberturas de negócios. No último ano, foram contabilizadas mais de 60 mil empresas atuantes no comércio exterior, o que ratifica a expansão do segmento.

Com o mercado cada vez mais amplo e favorável para trocas internacionais, a competitividade entre empresas nacionais aumenta, levando uma concorrência nacional para escalas globais. Neste novo panorama, a abertura de vagas de emprego são cada vez mais exigentes, demandando profissionais qualificados e instruídos para trabalhar com o comércio internacional.

Seja para atuar com análise de mercado, consultoria, cotação, gestão, logística ou marketing, o profissional de comércio exterior deve apresentar algumas características imprescindíveis para a sua colocação dento do setor. Uma das suas exigências é conhecimento profundo de direito e legislação, economia e matemática. Estar atento a mudanças políticas e legais em âmbito local ou nacional é obrigação daqueles que buscam se destacar nesta profissão.

Outro ponto fundamental para trabalhar na área é conhecer outros idiomas. É necessário ter ciência para além da fluidez, é preciso entender de termos e legislações principalmente para acessar documentações e contratos internacionais e negociar com compradores e fornecedores.

Em um mercado tão dinâmico e em sua máxima potência de expansão, não vista nos últimos cinco anos, para se destacar no comércio exterior brasileiro é inevitável reconhecer que a formação neste segmento é contínua. Manter-se atualizado com a legislação, processos da área e ter repertório comercial, é a chave para o sucesso. É preciso estar em contato contínuo com a prática da profissão, mas sem se esquecer da importância da sua formação, especialização e atualização. Dessa forma, através dos cursos oferecidos pela instituição da qual sou diretor, sigo honrando o compromisso em fomentar e contribuir para o crescimento do comércio internacional brasileiro, através da democratização do conhecimento inerente à esta área.



Fonte: Assessoria de Imprensa - Abracomex