Notícias - Gerais

Publicado 09/09/2019

Além do lucro: empresas que resolvem problemas sociais são tema de debate em Vitória

Além do lucro: empresas que resolvem problemas sociais são tema de debate em Vitória
Fórum de Investimento e Negócios de Impacto do Espírito Santo (FINIES) acontece no dia 12 de setembro, no Sebrae-ES

Com o propósito de debater o potencial de transformação que o empreendedorismo pode provocar na sociedade, vem aí a primeira edição do Fórum de Investimentos e Negócios de Impacto do Espírito Santo (FINIES), promovido pela IRIS Rede Impacto e apoiado pela Fundação Otacílio Coser (FOCO). A iniciativa está alinhada a um movimento mundial que usa os mecanismos de mercado para combater problemas sociais e ambientais. O evento acontece na próxima quinta-feira, dia 12, na sede do Sebra/ES, na Enseada do Suá. Vale destacar que o Fórum terá também transmissão ao vivo pelo Youtube, a partir das 8h30, no canal www.youtube.com/CanalCeadIfes.

Com ação próxima a das organizações não-governamentais, os negócios de impacto socioambiental combinam as ferramentas dos empreendimentos tradicionais ao propósito de solução de problemas sociais das ONGs, gerando um impacto positivo na sociedade, economia e meio ambiente. De acordo com a coordenadora de programas da Fundação Otacílio Coser (FOCO), Ana Paula Carvalho, o objetivo do evento é criar um ambiente de debate sobre mudanças sociais e ambientais provocadas por meio do empreendedorismo e impactar positivamente as comunidades em estado de vulnerabilidade socioeconômica, fortalecendo o trabalho de preservação da natureza através do desenvolvimento econômico.

O Fórum será dividido em dois grades momentos: durante a manhã acontece uma introdução e contextualização sobre o campo de investimentos e negócios de impacto. À tarde, serão realizadas "trilhas", onde o participante poderá escolher a que mais o interessar. As trilhas são orientadas para quatro grupos de atores cujo papel é crucial nesse campo: empreendedores, investidores, intermediários e acadêmicos. Ainda segundo Ana Paula, o evento visa também a possibilitar o surgimento de um grupo de trabalho para promover ações com esta agenda de sustentabilidade, empreendedorismo e desenvolvimento social no estado.

Além da FOCO, participam do grupo de realizadores do evento a IRIS, a Universidade e o Instituto Federal do Espírito Santo (Ufes e Ifes), a InovaTe e o Sebrae/ES. Claudinei Pereira Gonçalves, professor e coordenador do Programa de Impacto Socioambiental Positivo do Ifes, PISA+, defende a importância da realização do evento. “É necessário colocar os negócios de impacto na pauta da agenda capixaba. O Espírito Santo está muito aquém de seus vizinhos no que se refere ao fomento desses empreendimentos: temos apenas 1% dos negócios de impacto do país, enquanto Minas Gerais e Rio de Janeiro respondem por 11 e 12%, respectivamente".

Sustentabilidade na prática

Por entender que a sustentabilidade é um princípio dos negócios de impacto, toda a organização e planejamento do evento foram idealizados segundo os conceitos de Lixo Zero. A utilização racional dos recursos, a destinação correta dos resíduos, bem como a diminuição desses materiais para aterros sanitários são prioridades. Também foi considerada a "pegada de carbono neutra", ou seja, toda a emissão de gases nocivos gerados pelo evento será compensada por meio do plantio de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica.

Programação

9h30 – Palestra Ecossistema de Impacto

Diogo Quitério, coordenador de Programas do Instituto de Cidadania Empresarial (ICE)

10h – Como estão os negócios de impacto no Brasil?
Livia Hollerbach, co-fundadora da Pipe Social

10h30 – Case Nacional
Gustavo Fuga, fundador e presidente da 4You2

11h – Painel ecossistema
Diogo Quitério (ICE), Gustavo Fuga (4You2), Felipe Alves (Artemisia) e Giba (Vox Capital)

12h – Intervalo para almoço

13h – Programação paralela em trilhas

TRILHA EMPREENDEDORES

- Como alcançar as aceleradoras de negócios de impacto
Felipe Alves, Gerente de Seleção e Apoio a Negócios na Artemisia

- O caso do Das Pretas
Priscila Gama, presidente do Instituto Das Pretas

- Meus erros
Gustavo Fuga - 4You2

- Case local
José Scardua - Raiz Capixaba

TRILHA ACADEMIA

- Primeiro edital brasileiro de apoio a negócios de impacto a partir de uma instituição de fomento
Rodrigo Carvalho, assessor da Diretoria de Tecnologia da FAPERJ.

- A construção do primeiro edital capixaba de apoio a negócios de impacto
Elton Moura, diretor de Inovação da FAPES

- Pesquisa, ensino e extensão em negócios de impacto
Claudinei Gonçalves, professor e coordenador do Programa de Impacto Socioambiental Positivo do IFES

- Avaliação de desempenho de negócios de impacto
Miriam de Magdala, professora do curso de Engenharia de Produção da UFES.

TRILHA INVESTIDORES

- Ferramentas para investimentos em negócios de impacto
Andreia Araujo, gerente de Investimento de Impacto do SITAWI

- Negócios de impacto na perspectiva dos investidores
Giba - Vox Capital

- Negócios de impacto na perspectiva dos institutos e fundações
Fábio Deboni, gerente executivo do Instituto Sabin e conselheiro do GIFE.

- Negócios de Impacto e Investimento Social: desafios e oportunidades de investimento
Ana Beatriz Lorch Roth – FOCO

TRILHA INTERMEDIÁRIOS

- As maiores necessidades dos empreendedores de impacto
Livia Hollerbach - Pipe.Social

- O papel das incubadoras e aceleradoras no desenvolvimento dos negócios de impacto
Diogo Quitério - ICE

- A Jornada Bemtevi de apoio e desenvolvimento de empreendedores sociais
Fernando Simões Filho – Sócio-diretor da Bemtevi Investimento Social

A primeira lei estadual de apoio aos negócios de impacto
Daniel Dias, Sebrae/RN

15h30 – Coffee

16h – Avançando nos debates: visão geral das trilhas

17h –Tendências e oportunidades dos negócios de impacto

17h30 – Programação cultural


Fonte: RF Assessoria de Comunicação