Notícias - Gerais

Publicado 28/09/2016

Agenda elaborada pela Findes propõe retomada da economia capixaba

Agenda elaborada pela Findes propõe retomada da economia capixaba

Fortalecer a indústria, retomar o crescimento econômico e recuperar empregos perdidos durante a crise. Foi pensando nisso que o presidente do Sistema Findes, Marcos Guerra, por meio do Fórum da Indústria - espaço que reúne câmaras setoriais e conselhos temáticos da Federação -, lançou a Agenda para o Desenvolvimento da Indústria Capixaba 2016-2018. O documento, organizado pelo Ideies, aponta novos rumos para o setor produtivo do Espírito Santo.

Organizada em oito eixos, a Agenda traz 47 propostas que envolvem a própria indústria, as entidades do Sistema Findes, prefeituras e governos estadual e federal. O documento é resultado de dois meses de encontros e debates entre os integrantes do Fórum da Indústria, que contou com a participação de lideranças industriais do interior e da Grande Vitória. Para o presidente Marcos Guerra, o material mostra a força institucional da Findes.

“Nossa gestão à frente do Sistema Findes sempre valorizou ações de interiorização e de incentivo ao associativismo. É gratificante ver tantos setores reunidos e diferentes lideranças, de norte a sul do Estado, debatendo o futuro da indústria. A Agenda traz propostas robustas, tecnicamente qualificadas, que podem contribuir para recuperar, até 2020, cerca de 30 mil empregos que foram perdidos durante a crise de 2015 no Estado”, pontua Guerra.

Os oito eixos temáticos que compõem a Agenda são: liderança empresarial; competitividade da indústria; educação; questão tributária e financiamento da indústria; logística e mobilidade urbana; energia, petróleo e gás; comércio exterior; redução da burocracia.
Cada eixo concentra ações com cronogramas para apresentação e acompanhamento por parte dos coordenadores – considerando que, das 47 propostas, 33 envolvem órgãos públicos.

Entre os pontos de destaque do documento estão: estimular polos empresariais e Parcerias Público-Privadas (PPPs); promover interlocução com Fundos de Investimento em Participações (FIP); simplificação tributária; envolver entidades representativas na discussão dos Planos Diretores Urbanos; criar selo de eficiência energética para o setor industrial; articular a criação de uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE) e agilizar a implantação de portos no Estado, entre outras ações sugeridas.

As propostas serão encaminhadas a prefeituras, governos e demais entidades representativas do Estado, e monitoradas pelas câmaras e conselhos da Findes. “Não temos a solução dos problemas, mas o momento que a economia nacional enfrenta exige que sejamos proativos na busca por boas ideias. Parte das propostas foi entregue ao presidente Michel Temer, em encontro realizado no Palácio do Planalto neste mês”, adiantou.

Agenda para o Desenvolvimento Sustentável das Cidades Capixabas

Outro documento produzido pela Findes foi a Agenda para o Desenvolvimento Sustentável das Cidades Capixabas 2017-2020, entregue aos candidatos a prefeito de todo o Estado durante o mês de setembro. O material, também elaborado pelo Ideies com colaboração dos voluntários da Findes, contém propostas técnicas para melhoria da gestão municipal capixaba. “Queremos que nossas cidades sejam boas para morar, visitar, investir e trabalhar. Não há mais espaço para amadorismo na gestão pública, ao contrário, a crise exige ainda mais empenho e criatividade”, argumenta o presidente Marcos Guerra.



Fonte: Assessoria de Comunicação Findes / Por Rafael Porto