Notícias - Gerais

Publicado 29/11/2016

ACE abre inscrições para 9ª turma de aceleração

Startups tem até o dia 11 de dezembro para enviarem suas aplicações para todos os programas da Melhor Aceleradora da América Latina

Melhor Aceleradora de Startups da América Latina, a ACE está com inscrições abertas para sua 9ª turma de aceleração. Empreendedores interessados em transformarem suas startups em grandes negócios e acelerarem o crescimento e as validações do seu negócio podem enviar aplicações até o dia 11 de Dezembro.

O empreendedor pode se inscrever para os seguintes programas de aceleração, dependendo do momento da sua empresa:

ACE Start, formatado especialmente para acelerar a validação de startups, gratuito e equity-free (não pega porcentagem da sua empresa), com 4 meses de interação presencial em São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia ou Curitiba

ACE Growth, aceleração com metodologia premiada e configurada para montar e otimizar o motor de marketing e vendas da startup. Nesse caso, há investimento de até R$ 150 mil por 10% de equity, e a aceleração presencial acontece em São Paulo.

Além disso, startups de nichos específicos também podem se inscrever em programas idealizados em parceria com grandes corporações. São eles: AgroStart, voltado para AgTech e realizado em conjunto com a BASF, Energy Start, direcionado para o segmento de energia e feito com a Enel e um especialmente para projetos ligados a telecomunicações em conjunto com a Algar Telecom.

As inscrições podem ser feitas no Fundacity (http://www.fundacity.com/goace), e a aceleradora conta com uma trilha de conteúdo formatada para auxiliar no preenchimento dos formulários (http://info.goace.vc/inscricoes).

“Há algum tempo nós da ACE estamos passando por grande movimento de crescimento. Acabamos de iniciar a 8ª turma de aceleração com mais de 20 startups e já estamos em busca de mais empresas. Somos de fato growthholics. É assim que enxergamos como o ecossistema se desenvolverá e queremos cada vez mais fazer parte disso”, comenta Pedro Waengertner, CEO e cofundador da ACE.

Pedro fez um vídeo (http://youtu.be/XIFnH6KXFaA) contando alguns dos principais benefícios para uma startup acelerada, que vão desde o investimento de até R$ 150 mil com follow-on de mais R$ 300 mil, os descontos e parcerias que somam mais de R$ 200 mil, as taxas de crescimento muito maiores que o restante do mercado, a metodologia premiada três vezes como Melhor da América Latina, e acesso a mentores e investidores estratégicos.

Ok, como faz?

Parte 1 - Triagem inicial
O primeiro passo ao empreendedor é preencher um formulário breve onde precisará colocar só as informações de contato, responder algumas perguntas de qualificação do estágio de maturidade da startup e um vídeo obrigatório de até 10 minutos. Ao realizar essa etapa, a ACE enviará uma série de e-mails para ajudá-lo nessa jornada.

Parte 2 - Questionário
Caso selecionada, a startup responderá algumas perguntas mais específicas sobre a startup, seu mercado de atuação, visão de futuro, e dados de tração. Dica importante: Segundo a ACE, saber dimensionar bem o tamanho do mercado que atua é um grande indicativo e diferencial na inscrição.

As inscrições para os programas de aceleração podem ser feitas no Fundacity (http://www.fundacity.com/goace), enquanto o site da ACE (http://goace.vc) conta com mais informações sobre as etapas, prazos e exigências.

Sobre a ACE
A ACE é a Melhor Aceleradora de Startups da América Latina pelo terceiro ano consecutivo segundo o LatAm Founders.

O grupo conta com um ecossistema completo para o empreendedor de alto impacto, com dois programas de aceleração, ACE Start, voltado para startups em Validação, e ACE Growth, direcionado para empresas em estágio de crescimento.

Além disso, possui uma unidade de educação e experiência empreendedora, ACE University; uma vertical que promove inovação em grandes empresas, ACE Corp; e um grupo exclusivo de investidores, ACE Angels. Desde sua fundação em 2012, então como Aceleratech, já acelerou mais de 100 startups, com sete exits - o recorde de 'saídas' no Brasil.


Fonte: Híbrida Comunicação