Notícias - ArcelorMittal

Publicado 27/03/2018

Projeto Acordes, da ArcelorMittal Cariacica, inicia atividades com novidades para participantes

Projeto Acordes, da ArcelorMittal Cariacica, inicia atividades com novidades para participantes

Além do ensino musical, projeto incluirá componentes teatrais ao conteúdo das aulas

O projeto Acordes, que incentiva o desenvolvimento cultural, a inclusão social e a educação, por meio da música, em duas escolas municipais de Cariacica, retornou suas atividades no mês de março. A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Laurinda Pereira do Nascimento, do bairro Vila Graúna, foi a primeira a retomar as aulas de flauta doce e violino promovidas pelo projeto, realizado pela ArcelorMittal Cariacica em parceria com a Fundação ArcelorMittal e a Prefeitura do Município. Já o retorno das atividades na EMEF Arthur da Costa e Silva, do bairro Aparecida, está previsto para o mês de abril.

Além de reunião com os pais para a apresentação do calendário do projeto em 2018, as atividades do projeto Acordes na EMEF Laurinda Pereira do Nascimento iniciaram com a entrega dos instrumentos aos estudantes participantes. Segundo a analista de Comunicação da ArcelorMittal Cariacica, Paloma Moreno, uma das novidades do Acordes neste ano é a inserção de componentes do Teatro no conteúdo programático do projeto.

“Na primeira semana de aula na escola Laurinda Pereira do Nascimento, promovemos uma aula de expressão corporal, conduzida por uma produtora de Belo Horizonte. Além de terem aulas de flauta doce e violino semanalmente, os alunos do projeto Acordes, fazem apresentações na escola, nas comunidades, apresentam um recital no final do ano e outras exibições quando são convidados. Nesse contexto, é importante que também aprimorem a linguagem corporal”, destaca Paloma Moreno.

A diretora da escola Laurinda Pereira do Nascimento, Jaqueline Melo Porfírio Rizzo, conta que o projeto Acordes vem influenciando positivamente a vida dos alunos. “O projeto, para nós, foi um presente que recebemos em 2016. Para os nossos alunos é de grande importância, pois, além de estimular a questão musical, facilita a própria aprendizagem. Os alunos se sentem mais motivados a estarem na escola ao participarem do projeto, influenciando positivamente na vida acadêmica”, afirma.



Fonte: Contatus Comunicação