Notícias - ArcelorMittal

Publicado 31/01/2020

ArcelorMittal Tubarão recebe empresas nacionais para debater Segurança Hídrica no ES

ArcelorMittal Tubarão recebe empresas nacionais para debater Segurança Hídrica no ES

As empresas signatárias do Compromisso Empresarial Brasileiro para a Segurança Hídrica se reuniram nesta terça-feira (28), em Tubarão, para o 3º Workshop do grupo, realizado pela primeira vez no Espírito Santo. Além da visita guiada pela usina, os participantes compartilharam informações e experiências sobre os projetos em desenvolvimento.

Numa iniciativa do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), o compromisso foi selado em 2018 por 20 grandes grupos empresariais brasileiros, dentre eles o Grupo ArcelorMittal, com intuito de propor soluções para melhorar a gestão dos recursos hídricos. Seis metas foram estabelecidas e devem ser cumpridas até 2025:

1 - Ampliar a inserção do tema água na estratégia de negócios;
2 - Mitigar os riscos da água para o negócio;
3 - Medir e comunicar publicamente a gestão da água na empresa;
4 - Incentivar projetos compartilhados em prol da água;
5 - Promover o engajamento da cadeia;
6 - Contribuir com tecnologias, conhecimentos, processos e recursos humanos.

Case de Tubarão

A Especialista de Energia e Utilidades da ArcelorMittal Tubarão, Danielle Duarte Bernardi, apresentou os projetos desenvolvidos e relacionados à gestão hídrica. A preocupação ambiental faz parte do alinhamento da empresa, mas o debate sobre o tema ganhou força com a crise hídrica que o Espírito Santo enfrentou entre os anos de 2014 e 2015, sendo considerada a pior estiagem dos últimos 40 anos.

Além do Plano Diretor de Água (PDA), um instrumento de gestão que direciona para uma atuação eficiente e sustentável dos recursos hídricos, a empresa deu início a um trabalho emergencial durante o cenário de estiagem para aumentar as eficiências dos processos com significativa redução de consumo de água doce.

Ações de reuso de água nos processos, redução de consumo, sistema de recirculação de água, campanhas de comunicação, o envolvimento com a comunidade local e, principalmente, a busca por fontes alternativas (perfuração de poços e estudo de dessalinização de água) geraram impactos positivos.

Resultados

A empresa já caminhava por uma trajetória de redução do consumo, mas as ações potencializaram esse desempenho. O nível de recirculação da água passou de 97% em 2014 para 97,5% em 2019.

Iniciativas em andamento

A empresa continua em busca de novas soluções. Para isso, alguns projetos já estão em desenvolvimento, como parcerias com o Governo do Estado/Cesan para aproveitamento industrial do esgoto tratado, a recuperação das nascentes da Bacia de Santa Maria da Vitória em conjunto com diversos órgãos, e a implantação da planta de dessalinização de água.



Fonte: Mile4 Assessoria de Comunicação