Notícias - ArcelorMittal

Publicado 25/01/2018

ArcelorMittal Tubarão mantém baixa rotatividade de mão de obra

ArcelorMittal Tubarão mantém baixa rotatividade de mão de obra

Enquanto a média de rotatividade de mão de obra no setor de produção de aço tem sido de 11,1%, a da ArcelorMittal Tubarão é de cerca de metade: 6,6%

Mesmo as altas taxas de desemprego no Brasil, nos últimos anos, não foram suficientes para  reduzir a rotatividade de mão de obra no mercado de trabalho. Pesquisas, como uma recente feita pela Unicamp/SP, revelam que a rotatividade no Brasil chega a ser duas vezes superior à dos Estados Unidos e quase três vezes maior que a da Europa.

Numa visão macro, uma elevada rotatividade provoca queda na produtividade das empresas, faz com que elas fiquem menos competitivas e gera, assim, mais um entrave para o crescimento do país. Por outro lado, a rotatividade intensa também compromete a formação e a qualificação da mão de obra, o que leva, normalmente, a rebaixamento de salários.

Apesar do cenário adverso, entretanto, algumas empresas têm conseguido se manter na contramão. Recente relatório técnico, desenvolvido por cinco pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) sobre a ArcelorMittal Tubarão, revelou que a empresa tem apresentado taxa de rotatividade geral significantemente menor que a registrada pelas produtoras de aço brasileiras. De acordo com o estudo, desenvolvido com base no período entre 2008 e 2016, a média de rotatividade na empresa foi de 6,6%, contra 11,1% no setor.

Ampliação do quadro empregados

Também ao contrário do seu segmento, que reduziu o efetivo próprio em 9,12%, de 1996 a 2016, a empresa capixaba ampliou seu quadro em cerca de 2,1% ao ano, no período. Somente entre 2014 a 2016, a usina apresentou um crescimento de 1,3% no efetivo total, enquanto as produtoras de aço brasileiras registraram queda de 14,7%.

Entre as ferramentas que a ArcelorMittal Tubarão utiliza para reter talentos humanos estão a valorização da educação e da capacitação interna; as perspectivas de crescimento de ascensão na empresa e a promoção do senso de pertencimento a uma organização com senso de responsabilidade, em especial com relação ao meio ambiente.

Dentre as ações empreendidas pela empresa nesse sentido estão projetos internos focados na manutenção de uma vida saudável, na prevenção de doenças, na organização familiar e financeira, na reflexão para aposentadoria, na prevenção e controle do uso indevido de drogas, nos conflitos da adolescência e outros.



Fonte: Mile4 Assessoria de Comunicação