Notícias - ArcelorMittal

Publicado 18/04/2019

ArcelorMittal Tubarão abre inscrições para o 14º Circuito do Aço e o 2º Circuitinho do Aço

ArcelorMittal Tubarão abre inscrições para o 14º Circuito do Aço e o 2º Circuitinho do Aço
ArcelorMittal Tubarão abre inscrições para o 14º Circuito do Aço e o 2º Circuitinho do Aço

A ArcelorMittal Tubarão abriu as inscrições para o seu 14º Circuito do Aço e 2º Circuitinho do Aço. Neste ano, serão disponibilizadas 1.800 vagas, sendo 1.600 para o evento adulto (acima de 18 anos) e 200 para a prova infantil (crianças de cinco a 10 anos).

Dentre as novidades desta edição está a realização dos eventos em dias separados. O Circuitinho será realizado no dia 15 de junho, sábado, na sede da ArcelorMittal Tubarão, e o Circuito do Aço no dia seguinte, 16 de junho, domingo, pelas ruas de Serra. Outra inovação é que as inscrições, dessa vez, serão feitas todas em plataforma online. Os interessados deverão acessar o site tubarão.arcelormittal.com/circuitodoaco até 31 de maio ou até que se preencham as vagas disponíveis.

Além de estimular a saúde, a integração e a prática esportiva, os eventos têm seu viés solidário: toda a renda obtida com as taxas de inscrições (R$ 25,00 para o Circuitinho e R$ 50,00 para o Circuito) será revertida na compra de dois veículos populares 0km. Cada carro será entregue a uma das duas instituições sociais a serem beneficiadas este ano: a Amaes (Associação dos Amigos dos Autistas do Estado do Espírito Santo) e o Lar Semente do Amor (Rede Alsa), ONG que atua contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes em risco social e pessoal no município de Serra.

Circuitinho do Aço

O percurso da prova infantil será todo feito na sede da ArcelorMittal Tubarão (pátio das bandeiras), com acesso pela antiga Portaria Administrativa da empresa. A largada será às 8h30 para todas as categorias. A distância a ser percorrida vai variar conforme a idade: 60 metros para crianças com cinco e seis anos; 80 metros para sete e oito anos; 100 metros para nove anos e 120 metros para 10 anos.


Cada kit dos atletas mirins contará com uma camiseta promocional, uma viseira, um numeral de identificação com alfinete e uma sacola promocional. A entrega será na antiga Portaria Administrativa da ArcelorMittal, no dia 14 de junho, das 8h30 às 17h horas. Todos os participantes receberão medalha de participação no evento. Além da corrida, também haverá muita diversão para a criançada.

Circuito do Aço

Aberta a participantes a partir de 18 anos, o evento terá percurso de 10km, com largada às 7h30 da Portaria Industrial da ArcelorMittal Tubarão e chegada na Aest – Associação Esportiva da ArcelorMittal. A prova contará com três categorias: Geral, Empregados da ArcelorMittal e Atletas com Deficiência.

A entrega dos kits dos atletas será feita no dia 15 de junho, das 8 às 15 horas, no Centro de Educação Ambiental (CEA) da ArcelorMittal Tubarão, com entrada pela antiga Portaria Administrativa da empresa. Cada kit conterá uma camiseta promocional, um boné, um numeral de identificação com alfinete, uma sacola promocional e um chip descartável. A retirada poderá ser feita pelo atleta ou representante portando cópia de seu documento com foto, com exceção dos participantes com mais de 60 anos que, tendo direito a desconto de 50% na taxa de inscrição, deverão retirar seu kit pessoalmente e comprovar idade com documento de identificação oficial com foto.

Todos os participantes que fizerem o percurso da prova no tempo máximo previsto de uma hora e meia receberão medalha de participação no evento. Além disso, os três primeiros colocados (masculinos e femininos) da categoria Corredores receberão troféus, por faixas etárias. Haverá também premiação especial para os três primeiros colocados na categoria Geral Masculina e Feminina, na categoria ArcelorMittal Tubarão (somente para empregados) e Atletas com Deficiência. A premiação especial em cada categoria será de R$1.000,00 para o 1º colocado, R$ 700,00 para o 2º colocado e R$ 500,00 para o 3º colocado.

Estrutura

Para garantir o máximo de segurança aos seu participantes, o Circuito do Aço contará com fiscais para orientação dos atletas, postos de distribuição de água, placas indicativas e cones separadores de público ao longo do percurso, carro de som, guarda-volumes no local da largada e entrega de kits de hidratação e alimentação na chegada, além de ambulância e motolância que acompanharão os corredores.

Entidades beneficiadas

Amaes – é uma instituição com natureza jurídica de associação, privada e sem fins lucrativos, com reconhecimento de utilidade pública municipal e estadual. Oficialmente constituída em 2001 por pais de autistas, é administrada voluntariamente por pais, familiares e amigos dos autistas. Foi criada devido à insatisfação dessa comunidade com as políticas públicas e com o sistema de atendimento complementar disponibilizado aos autistas no Estado, gerando um esforço conjunto na luta pelo fortalecimento das mesmas.

Lar Semente do Amor (Rede Alsa) – a ONG oferece atividades sociais e educativas para crianças e adolescentes (seis a 15 anos) e idosos (idade igual ou acima de 60 anos) em risco social e pessoal de Serra. Além de acolhimento institucional na modalidade de Casas Lares, a instituição promove proteção social básica, compondo a rede de serviços socioassistenciais do município.

Padrinho da Corrida

Neste ano, o Circuito do Aço da ArcelorMittal Tubarão terá outra novidade: um padrinho. E a escolha foi por um dos maiores corredores da história do atletismo brasileiro, Vanderlei Cordeiro de Lima, vencedor da Maratona de Tóquio (1996) e depois vice (1998), terceiro colocado na Maratona de Fukuoka (1999) e ouro na maratona dos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg (1999).

Vanderlei participará de vários momentos do evento, incluindo a entrega dos kits dos atletas do Circuito e nas duas corridas. Além de interagir com os participantes, o vencedor e recordista da Maratona de São Paulo (2002) vai dar a largada das corridas e entregar as premiações aos vencedores.

Com uma história de dedicação e esforço, o atleta começou a correr por diversão, na adolescência, quando trabalhava na roça, no interior do Paraná, e corria dos plantios e colheitas de café e cana-de-açúcar até a escola. Com o passar do tempo, a ‘brincadeira’ virou coisa séria e o elevou a um dos principais nomes do mundo esportivo.

Foi nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, que ele se tornou um ícone, não só do atletismo, mas do esporte mundial, um herói olímpico. Treinado e preparado para correr pela vitória na prova mais nobre dos Jogos Olímpicos, bem na cidade que criou os Jogos, ele abria vantagem durante a disputa quando, liderando isolado, foi “agarrado” por um padre. Embora o empurrão o tenha tirado do eixo, ele não se entregou, voltou a correr, perdeu duas colocações e chegou no Estádio Olímpico comemorando o bronze como se fosse sua maior vitória, fazendo o famoso aviãozinho, transmitido ao vivo para o Mundo.

“Quando comecei, não tinha nem um gato para puxar o rabo, como diz o ditado, mas tinha um sonho. Muita gana, determinação e, principalmente, vontade de vencer. Fui mais longe do que imaginava. Só tenho a agradecer”, comentou Vanderlei que, se hoje não corre mais oficialmente, continua encantando em suas palestras e em atividades de motivação.

Conquistas

- Vice-Campeão na Meia Maratona de Berlim, 1994 
- 3º colocado na Meia Maratona de Tóquio, 1994 
- Campeão na Maratona de Reims, 1994 
- 7º colocado na Maratona de Rotterdam, 1995 
- 4º colocado na Meia Maratona de Lisboa, 1995 
- Campeão no Sul-Americano de Cross Country, Cali, 1995 
- 9º colocado na Maratona de Berlin, 1995 
- Campeão na Maratona de Tóquio, 1996
- Prata no Mundial de Revezamento em Maratona, Copenhagen, 1996
- Bronze na Copa do Mundo de Maratona por Equipe, Atenas, 1997 
- Vice-Campeão na Maratona de Dong-A, Coréia, 1997 
- Campeão dos 10 KM Tribuna FM, em Santos, com recorde
- 5º colocado na Maratona de Nova Iorque, 1998 
- Vice-Campeão na Maratona de Tóquio, 1998 
- Ouro nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, 1999
- 3º colocado na Maratona de Fukuoka, 1999 
- 3º colocado na Maratona de Rotterdam, 2000 
- Vice-Campeão na Maratona de Beppu-Oita, 2001 
- 7º colocado na Maratona de Milão, 2002 
- Campeão na Maratona de São Paulo, 2002
 
Prêmios

- Medalha Pierre de Coubertin (2004) - concedida pelo Comitê Olímpico Internacional. É destinada a atletas que demonstrem elevado grau de esportividade e espírito olímpico durante a disputa dos Jogos;
- III Prêmio Ernest Lluch - (Espanha, 2004);
- Prêmio Brasil Olímpico (2004) - Melhor Atleta do Ano; Personalidade Olímpica do Ano; Melhor Atleta do Atletismo Brasileiro do Ano.
- Prêmio Adhemar Ferreira da Silva – Prêmio Brasil Olímpico (2014).
 
Homenagens

- Embaixador da Maratona da Paz, na divisa entre a Coréia do Norte e a Coréia do Sul (2007);
- Porta-bandeira da delegação brasileira nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro (2007);
- Integrante do revezamento da tocha olímpica em Londres (2012);
- Embaixador do evento One Young World em Pittsburgh (2012);
- Homenageado pelo Museu de Maratona, na Grécia (2014);
- Troféu Adhemar de Barros, concedido pelo Comitê Olímpico Brasileiro, para homenagear atletas que carregam os valores positivos do esporte;
- Troféu JK e moção honrosa da Câmara Municipal da Cidade do Rio de Janeiro (2016).

Pira Olímpica dos Jogos Rio 2016 (Estádio do Maracanã, 2016)

Por toda a sua trajetória, Vanderlei foi convidado a ser protagonista em um dos momentos mais emblemáticos das olimpíadas, acender a pira. O ato foi cercado de emoção e reconhecimento por sua atitude nos Jogos Olímpicos de Atenas.


Fonte: Mile4 Assessoria de Comunicação