Notícias - Fibria

Publicado 21/07/2021

Suzano realiza monitoramento em fazendas por imagem de satélite

Suzano realiza monitoramento em fazendas por imagem de satélite
Plataforma de Monitoramento do Plantio monitora até 8.000 Unidades Produtivas em média por dia, gera informações estratégicas e quantifica as ocorrências em plantios de eucalipto

Há dois anos, a Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, realiza o monitoramento das fazendas adultas por imagens de satélite. Essa metodologia foi desenvolvida pela área de Geoprocessamento e Cadastro da empresa e tem como objetivo apoiar proativamente as equipes que estão no campo indicando possíveis ocorrências em plantios de eucalipto, utilizando um sistema totalmente automatizado e integrado com o Zenith – Cadastro Florestal, que é detentor das informações oficiais de área da companhia.

A plataforma de Monitoramento de Plantio (Monitora) funciona diariamente por meio de dois programas de satélites: o Landsat, dedicado exclusivamente à observação dos recursos naturais terrestre, e do Sentinel, que identifica o uso e ocupação das terras, os ambientes marinhos, clima e desastre naturais. Por meio desses programas é possível baixar gratuitamente as imagens de satélite e gerar o índice de Vegetação - Normalized Difference Vegetation Index (NDVI), que indica onde há plantios de eucalipto e um possível solo exposto.

“A partir do momento que o equipamento mostra uma ocorrência, um fluxo é desencadeado gerando informações tabulares e espaciais que são disponibilizadas em um aplicativo mobile para futura validação de campo e identificação dos agentes que danificam o solo. Com essas referências são gerados mapas em PDF das possíveis ocorrências e atualizações dos Dashboards Indicadores, que podem ser consultados pelos usuários do GISagri e GISonline, o WebGIS utilizado na empresa”, enfatiza Richard Mendes Dalaqua, gerente de Geoprocessamento e Cadastro Florestal da Suzano.

Atualmente, a plataforma monitora até 8.000 Unidades Produtivas em média por dia, gerando informações estratégicas, quantificando as ocorrências em plantios de eucalipto e facilitando o trabalho das equipes de campo. Dessa forma, o sistema trabalha proativamente auxiliando na assertividade da área útil das Unidades produtivas no Cadastro Florestal, antecipando os apontamentos de locais de possíveis ocorrências em campo. Além disso, o monitoramento de florestas adultas garante a continuidade do fluxo devido ao baixo custo de execução e grandes áreas monitoradas.


Fonte: Assessoria de Imprensa Suzano