Notícias - Samarco

Publicado 31/08/2021

Santinhos reavivam celebrações religiosas de Mariana e do Alto Rio Doce

Santinhos reavivam celebrações religiosas de Mariana e do Alto Rio Doce
Material vai contribuir com a educação patrimonial e preservação da memória dos bens culturais nas comunidades impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão 

Com as restrições impostas pela pandemia, algumas tradições culturais tiveram que suspender seus encontros e festejos tradicionais.  Esse também foi o caso das celebrações religiosas que acontecem na região entre Mariana e Alto Rio Doce, em Minas Gerais. Para manter viva a tradição, a Fundação Renova está apoiando a produção de santinhos, cartões impressos que trazem hinos e orações dos festejos. O material visa contribuir com a educação patrimonial e preservação da memória dos bens culturais nas comunidades impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão (MG). 

Cerca de dois mil santinhos serão distribuídos em Pedras, Campinas e Ponte do Gama, comunidades de Mariana, em Barreto e Gesteira, distritos de Barra Longa, e também em Santana do Deserto, em Rio Doce, considerando os períodos de realização de cada evento. Em julho, Bento Rodrigues, em Mariana, recebeu santinhos para a Festa de São Bento, e Matadouro, em Rio Doce, para a Festa de Nossa Senhora do Carmo. Com apoio das comunidades, a distribuição do material acontecerá até dezembro deste ano. 

A iniciativa faz parte do Programa de Preservação da Memória Histórica, Cultural e Artística da Fundação Renova e atende ao eixo Promoção e Produção, definidos pelo Diagnóstico de Referências Culturais. O estudo mapeou cerca de 300 manifestações culturais impactadas e propôs um plano de trabalho para repará-los em parceria com a Unesco. Atualmente, o projeto está em fase de tratativas com as comunidades e o Poder Público sobre as ações de reparação. 

O  analista de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer da Fundação Renova, Lucas Vitelli, explica que a própria comunidade sugeriu a produção dos santinhos. “Essa é uma forma que encontramos de apoiar e fazer as pessoas festejarem essas manifestações. Um dos santinhos que será distribuído traz um hino que nunca havia sido registrado, por exemplo. Outro traz os versos da Folia de Reis, que eram cantados nas casas das pessoas, fortalecendo a memória desse bem cultural”, comenta.

Veja o calendário da distribuição dos materiais em cada festividade:

Agosto
Festa de Nossa Senhora do Pilar – Barreto (Barra Longa) 

Setembro
Festa do Menino Jesus – Barreto (Barra Longa)
Festa do Menino Jesus – Pedras (Mariana)
Festa de Nossa Senhora do Rosário – Santana do Deserto (Rio Doce) 

Outubro
Festa de Nossa Senhora Aparecida – Campinas (Mariana)
Festa de Nossa Senhora Aparecida – Ponte do Gama (Mariana) 

Dezembro
Festa de Nossa Senhora Conceição – Gesteira (Barra Longa)


Fonte: Assessoria de Imprensa Fundação Renova