Notícias - Gerais

Publicado 06/09/2019

Programa de Empreendedorismo Industrial vai investir R$ 2,79 milhões em novas soluções para empresas

Programa de Empreendedorismo Industrial vai investir R$ 2,79 milhões em novas soluções para empresas

Oito macro desafios estão sendo apresentados a sociedade para o desenvolvimento de novas soluções para grandes empresas do Estado

O auditório estava lotado na noite desta sexta-feira (06) para o lançamento do Programa Findeslab de Empreendedorismo Industrial. Com o objetivo de promover a inovação aberta e o empreendedorismo no Espírito Santo, representantes de diversas empresas apresentaram seus desafios tecnológicos para a sociedade. As inscrições estão abertas e os projetos já podem ser enviados.

O objetivo é facilitar o acesso da indústria à inovação, promovendo as conexões que potencializem o desenvolvimento de soluções de alto impacto e gerem valor para a indústria e a sociedade, envolvendo a academia, o setor produtivo, o governo, investidores e os empreendedores de forma geral.

Na abertura da cerimônia de lançamento, o vice-presidente da Findes, Luciano Raizer, destacou que o Programa se conecta ao novo momento do Espírito Santo. “Atores das instituições de ensino, do setor público e da iniciativa privada estão reunidos para atuarem de forma conjunta para a construção de um ecossistema de inovação sólido. O objetivo é tornar o Estado ainda mais competitivo”, ressaltou Raizer.

Para a sua operação, o Findeslab conta com o apoio de oito empresas parceiras (ArcelorMittal, CDTIV-PMV, Fortlev, ISH, Shell, Soma Urbanismo, Unimed e Vale) que investiram R$ 250.000,00, cada, além da Fapes com R$ 792.000,00. No total de R$ 2.792.000,00.

A primeira chamada do Programa Findeslab de Empreendedorismo Industrial conta com oito desafios lançados pelas empresas parceiras e toda a sociedade foi convidada para desenvolver um modelo de inovação aberta dessa solução.

Serão selecionadas até 20 startups para apresentarem suas ideias e destas, até 16 projetos de produtos, serviços, processos ou modelos de negócio inovadores podem seguir no programa, com aporte de até R$ 200 mil por projeto, bolsa de extensão tecnológica de R$ 2 mil mensais por 12 meses, além de todo o suporte do Senai e instituições parceiras em mentorias e capacitações.

Arcelor Mittal Tubarão: Transformação Digital na ArcelorMittal Tubarão por meio da Analítica Preditiva e Robótica.
CDTIV-PMV: Vitória - soluções para uma cidade mais humana e inteligente.
Fortlev: Tecnologias para melhorar a logística e distribuição de produtos, melhorar a experiência e ampliar a interface com os clientes nos pontos de venda.
ISH Tecnologia: IOT e visão computacional de baixo custo para o varejo.
Soma Urbanismo: Urbanismo Inovador - soluções de planejamento, gestão, processos e novos materiais.
Shell: Tecnologias para melhoria de processos logísticos e abatimento de CO2 em operações industriais.
Vale: Transformação digital na Vale por meio de tecnologias para melhor gestão, controle, monitoramento e manutenção de equipamentos.
Unimed: Tecnologias para potencializar a experiência do cliente no relacionamento com a Unimed Vitória, ampliando a satisfação com eficiência e agilidade desde o processo de aquisição até os processos de atendimento.

Conheça mais sobre os desafios e inscreva o seu projeto!

No escopo do programa, a Findes e o Senai-ES contam o apoio de Empresas Parceiras, que são as proponentes de desafios desta chamada. Também foram estabelecidas parcerias estratégicas com a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) por meio do Funcitec/MCI e o Senai Nacional por meio do Edital de Inovação para a Indústria que apoiará os projetos com recurso complementar dedicado ao desenvolvimento tecnológico.



Fonte: Assessoria de Imprensa Sistema Findes