Notícias - Gerais

Publicado 08/04/2015

Jovens apostam no consórcio para iniciar vida financeira

Jovens apostam no consórcio para iniciar vida financeira

Nos dias atuais, é cada vez mais notável a preocupação dos jovens com investimentos que possam trazer benefícios no futuro. Com a procura muito crescente por oportunidades no mercado de trabalho após completar 18 anos, pessoas nesta faixa de idade, já logo no primeiro salário, começam a buscar formas de investir o dinheiro de forma rentável. Uma das alternativas encontradas é o consórcio, que permite adquirir um bem de muito valor e com parcelas que não pesem tanto no orçamento.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (Abac), na década passada houve um crescimento de 120% no número de pessoas entre os 20 e 30 anos que adquiriram cotas de negócio. A Abac indicou, ainda, que, somente no ano passado, 19% dos consórcios foram feitos por jovens na mesma faixa etária. Justamente no ano de 2014, o setor registrou o número recorde de 6,18 milhões de participantes ativos, um número histórico.

Para o Diretor Administrativo Financeiro do Consórcio Viwa, Robson Subtil de Amorim, entre os diferenciais que levam os jovens a investir no consórcio, como forma de adquirir bens, está a facilidade no pagamento. “Os financiamentos tradicionais trazem consigo uma porcentagem de juros muito alta, o que acaba às vezes dobrando o valor do bem ao final do pagamento. Nos consórcios, a não existência de juros possibilita que o investidor possa pagar parcelas mais acessíveis e prazo flexível de término”, sinaliza.

E é justamente essa facilidade do consórcio em ajudar a planejar para o futuro que tem atraído mais e mais jovens nos últimos anos. Estudo realizado no final de 2014 pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) apontou que maiores de 18 anos, em todas as capitais brasileiras, têm como desejos de consumo viajar para o exterior, em primeiro lugar, e adquirir um automóvel, em segundo lugar. Porém, para mais de 70% dos entrevistados, a falta de planejamento financeiro tem sido obstáculo para concretização destes desejos. Neste cenário, o consórcio entra como importante aliado desse público por trazer justamente o que falta para a obtenção destes objetivos.

“O consórcio permite, em caráter pessoal, familiar e empresarial, a aquisição ou aumento do seu patrimônio, sem comprometimento do seu orçamento”, completa Robson Subtil”

Pagamento facilitado faz a diferença

Aos 21 anos, Marcelo Almeida Bertoli, hoje com 24, enxergou a oportunidade do consórcio para adquirir um importante bem logo cedo e de uma forma que coubesse no bolso. “Quando completei 21 anos, já trabalhando, percebi que no futuro iria precisar de um carro para me locomover no dia a dia, porém o alto valor do financiamento tradicional me impossibilitava esse investimento. Foi então que eu decidi comprar um consórcio, o que se tornou uma das melhores decisões que já tomei. Hoje já estou no meu segundo consórcio e pretendo continuar adquirindo bens através dele por muitos anos”, acrescentou.

Ele acrescenta que seria importante que os jovens de hoje em dia tivessem esse tipo de atenção com seus projetos, investindo desde cedo para ter retorno futuro. “Se a pessoa deixar pra perceber a necessidade muito em cima da hora, pode acabar caindo nas armadilhas dos altos juros, principalmente quando falamos de automóveis. Se você acredita que pode precisar de um em algum momento da vida, a compra de um consórcio é, sem dúvidas, a melhor saída”, aconselha. Fonte: Mile4 Assessoria de Comunicação