Notícias - Gerais

Publicado 13/05/2020

Investimento em tecnologia deve ser prioridade das empresas pós-pandemia

Investimento em tecnologia deve ser prioridade das empresas pós-pandemia
Especialista dá dicas de recursos tecnológicos que podem fazer a diferença desde já

A pandemia do novo coronavírus surpreendeu o mercado, que de repente teve que migrar os negócios para o ambiente digital, como praticamente a única maneira de manter as operações. Essa tendência, contudo, veio para ficar e, agora que já se provou mais do que necessária, a tecnologia é o grande foco de investimento das empresas, para o momento atual e o futuro.

A 41ª edição do Webshoppers, o mais amplo relatório sobre e-commerce do país elaborado semestralmente pela EbitNielsen - em parceria com a Elo, mostrou o quanto a quarentena já influenciou nos números dos primeiros meses de 2020. Em relação ao mesmo período do ano anterior (da segunda quinzena de março até o fim de abril), houve crescimento de 48,3% nas vendas do comércio eletrônico. E-commerce, inteligência artificial, armazenamento em nuvem, sistemas de gestão, são muitos as ferramentas para melhorar a infraestrutura de tecnologia das empresas.

De acordo com o especialista em sistemas de gestão e diretor da Sankhya-ES, empresa que liberou gratuitamente para os clientes a implantação e utilização da plataforma de e-commerce durante a pandemia, quem já contava com certas tecnologias na empresa conseguiu se adaptar melhor ao momento. “Não é de hoje que o armazenamento em nuvem, sistemas de ponto eletrônico, o gerenciamento remoto de sistemas são tendências. As empresas que já contavam com essas tecnologias tiveram muito mais facilidade em adotar o home office, por exemplo, de manter o funcionamento com o mínimo de impacto. Antes, era uma vantagem competitiva, agora passa a ser questão de sobrevivência”, destaca.

Dentre tantas possibilidades, as escolhas sobre como começar a investir em tecnologia podem não ser tão fáceis. Cada segmento de mercado tem as suas especificidades, mas o especialista, Renato William, recomenda algumas medidas comuns que podem ajudar diversas empresa:

1. Armazene seus dados na nuvem: espaço ilimitado e facilidade de acesso remoto são alguns dos benefícios, que podem ser essenciais em momentos de instabilidade.

2. Implemente o ponto eletrônico online: essa ferramenta vai facilitar o trabalho em home office e demais modalidades remotas, uma necessidade agora e uma tendência para o futuro.

3.  Adote as videochamadas: elas são muito úteis para otimizar o tempo e reduzir distância.

4. Implante ou amplie o e-commerce: as compras online crescem a cada dia, por isso é importante ter uma plataforma de vendas estruturada para não perder oportunidades.

5.  Invista em sistemas de gestão: eles são soluções que comprovadamente ajudam a aumentar os resultados nos negócios, sistematizando todos os aspectos, disponibilizando métricas e facilitando a tomada de decisão.


Fonte: Alfa Comunicação