Notícias - Gerais

Publicado 08/06/2021

EDP investe R$ 30 milhões em duas novas subestações de energia em Domingos Martins e Santa Isabel

EDP investe R$ 30 milhões em duas novas subestações de energia em Domingos Martins e Santa Isabel
Empreendimentos expandem em 188% a capacidade do sistema da região, aprimorando a qualidade do fornecimento elétrico aos clientes atuais e possibilitando novas ligações de energia com segurança

A EDP, distribuidora de energia elétrica no Espírito Santo, colocou em operação duas novas subestações na cidade de Domingos Martins e no distrito de Santa Isabel, com investimento total de R$ 30 milhões. Os empreendimentos, que duplicam a capacidade do sistema energético da região, beneficiam cerca de 24 mil clientes e 40 mil habitantes.

As subestações foram planejadas para ampliar a capacidade de abastecimento de energia e assegurar o crescimento econômico, dando suporte, inclusive, à expansão da atividade turística na região. “Este aporte faz parte do total de R$ 6 bilhões que investiremos no negócio da Distribuição nos próximos quatro anos, o maior investimento da história da Companhia no segmento”, destaca João Marques da Cruz, presidente da EDP no Brasil.  

Com mais de 18 mil metros quadrados de área construída, a subestação Domingos Martins, que possui três níveis de tensão (138/69/13,2 kV), reforça o abastecimento de dois importantes municípios da região serrana do Espírito Santo: Marechal Floriano e Domingos Martins, que antes dependiam exclusivamente de uma fonte de energia em 69 KV. Com os investimentos realizados, a região passa a contar com uma nova fonte de abastecimento de energia em alta tensão (138 kV), agregando mais segurança energética e recursos operativos ao sistema, beneficiando diretamente toda a região.

Já em Santa Isabel (34,5/13,2 kV) são 116,6 metros quadrados de área construída, com um transformador de 6,67 MVA distribuídos em dois alimentadores de média tensão, através de uma nova fonte em 34,5 kV da Grande Vitória, trazendo maior confiabilidade e qualidade para o distrito. As operações das subestações serão telecomandadas via Centro de Operação Integrado (COI). Totalmente digitalizadas, as unidades possuem sistemas de supervisão, comando, controle e proteção. Além disso, contam com vídeo-monitoramento para segurança, o que também permite aos operadores do COI visualizarem, de forma remota, as operações e serviços realizados nos equipamentos de alta tensão.

“Com este investimento, a EDP prepara a infraestrutura de distribuição para dar suporte ao desenvolvimento econômico dessas regiões, melhorando a qualidade no fornecimento de energia dentro de elevadas condições técnicas e de segurança”, afirma Fernando Saliba, diretor da EDP no Espírito Santo.

Para conectar as subestações ao sistema da Distribuidora, foram integrados ao sistema da EDP Espírito Santo 25 quilômetros de rede 138 kV. As redes implantadas possuem tecnologia de última geração, o que propicia maior proteção e minimiza o impacto de agentes externos, como a vegetação, um dos principais ofensores da qualidade do fornecimento de energia em dias de fortes ventos e chuvas.

Sobre a EDP no Brasil
Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica, além de atuar em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia. Em Distribuição, atende cerca de 3,5 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. Foi eleita em 2020 a empresa mais inovadora do setor elétrico pelo ranking Valor Inovação, do jornal Valor Econômico, e é referência em Governança e Sustentabilidade, estando há 15 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.


Fonte: Assessoria de imprensa EDP-BR