Notícias - Gerais

Publicado 30/11/2016

Cindes Jovem promove debate sobre os caminhos para a exportação

Cindes Jovem promove debate sobre os caminhos para a exportação
Qual é o melhor caminho para a internacionalização de uma empresa? Meu produto está preparado para exportação? Como é realizada a logística capixaba? Esses foram alguns dos questionamentos respondidos durante o Fórum de Negócios – Os Caminhos da Exportação, realizado pelo Cindes Jovem nessa segunda-feira (28), no plenário do Edifício Findes, em Vitória.

Na abertura do evento, um dos convidados, o gerente do Centro Internacional de Negócios do Sistema Findes (CIN-ES), Christiano Furtado, falou sobre a atuação do CIN e como ele pode ajudar a expandir as potencialidades das empresas capixabas em negócios internacionais.

“Para a internacionalização do negócio, é necessário ter soluções integradas. O empresário precisa ter noções sobre as oportunidades no mercado externo, a gestão, o conhecimento tático e operacional, a inteligência de mercado, a comercialização e a consolidação do produto. O objetivo do CIN é dar a base estrutural para o início do processo de exportação”, explicou.

Entre janeiro e outubro deste ano, o Espírito Santo teve apenas 3,4% de participação nas exportações do país. Segundo o fundador do comexblog.com, Carlos Araújo, o empresário precisa estar preparado para exportar o seu produto, e isso inclui entender os procedimentos burocráticos e mercadológicos envolvidos na exportação. “Inicialmente, é imprescindível ter a certeza de que o produto tem potencial para ser exportado, assim como conhecer o gosto dos consumidores do país-alvo e estudar os seus concorrentes. Conhecendo tudo isso, a empresa e o produto precisam estar regulares do ponto de vista jurídico e tributário. Só assim haverá possibilidade de o negócio prosperar e gerar lucro”, ressaltou o palestrante.

O Fórum de Negócios também teve como palestrante o diretor-executivo da Câmara de Comércio Brasil-China, Carlos Eiras, que abordou o mercado externo e a logística capixaba, além do gerente geral da BRL Vacinas, Victor Lobo, que apresentou um caso de sucesso de exportação quanto à percepção de mercado e dos clientes. Ao final, o evento foi aberto para debate.


Fonte: Assessoria de Comunicação Findes / Por Natália Magalhães