Notícias - Fibria

Publicado 14/07/2021

Suzano amplia atuação do Programa Formare para cinco escolas, incluindo unidades em Aracruz e Três Lagoas

Suzano amplia atuação do Programa Formare para cinco escolas, incluindo unidades em Aracruz e Três Lagoas
Com turmas em cinco estados, será uma das empresas no Brasil com o maior número de escolas Formare

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, iniciará o processo seletivo para novas unidades, ampliando o número de jovens capacitados pelo Programa Formare a partir de 2021. Além das turmas nos municípios de Suzano (SP), Imperatriz (MA) e Mucuri (BA), a Suzano implantará o projeto em mais duas unidades, Aracruz (ES) e Três Lagoas (MS). Com isso, a Suzano se tornará uma das empresas com o maior número de Escolas Formare no Brasil.

O Formare é uma importante iniciativa apoiada pela Suzano e desenvolvida pelo programa Voluntariar em parceria com a Fundação Iochpe. Desde 2005, o programa capacita jovens em situação de vulnerabilidade social, para educação profissional e o mercado de trabalho. Até o momento, a Suzano já formou mais de 690 jovens, reforçando o compromisso de promover uma mudança positiva na sociedade por meio da educação.

Com a expansão do programa, serão oferecidas mais 40 vagas para jovens no curso de Operador de Processo de Produção. Os interessados e interessadas em participar do projeto em Aracruz e Três Lagoas precisam atender alguns pré-requisitos como ter 18 ou 19 anos completos até 31 de setembro 2021, ter renda per capita de até um salário-mínimo por pessoa da residência, não ser filho de colaborador, possuir Ensino Médio completo ou estar cursando 2º ou 3º anos em escola pública fazer parte das comunidades do entorno da empresa, ter disponibilidade de estudo no período das 8h às 16h, de segunda a sexta, durante o período do curso e participar de um processo seletivo que inclui prova de matemática e português.

Dentre os benefícios oferecidos estão a capacitação profissional com carga horária média de 1.200 horas, uniforme, material escolar e seguro de vida. As aulas, que durante o período de pandemia serão realizadas excepcionalmente em formato virtual, são ministradas por voluntários capacitados pela Fundação Iochpe que compartilham talento e experiência com os(as) jovens. Elas estão previstas para iniciar em outubro de 2021 e serão, ao todo, dez meses de curso entre disciplinas práticas e teóricas, proporcionando maior oportunidade de aprendizado e crescimento profissional para o mercado de trabalho.

“Com o Programa Formare, já inserimos cerca de 450 jovens no mercado de trabalho, dos quais 31% trabalham hoje na Suzano. Mas, mais do que isso, conseguimos levar nossos valores e conectar pessoas que inspiram e transformam, para atuar em prol de uma sociedade mais justa e com melhores oportunidades”, destaca Elisabete Flores Pagliusi, coordenadora de Voluntariado e Projetos de Formação da Suzano. “A ampliação do número de turmas é o resultado do trabalho de inúmeras pessoas que têm esse mesmo propósito de fortalecer o protagonismo social e seu papel de agente de transformação na sociedade”, complementa a coordenadora do projeto.

As pessoas interessadas em participar do programa, devem conferir todos os pré-requisitos e se inscrever por meio da plataforma AVA  http://avaformare.org.br/cadastro/, entre 12 de julho e 9 de agosto.

Sobre a Suzano
A Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 97 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos.


Fonte: P6 Comunicação