Notícias - Fibria

Publicado 30/07/2020

Projeto apoiado pela Suzano impulsiona a venda de 19 toneladas de alimentos da Agricultura Familiar no ES

Projeto apoiado pela Suzano impulsiona a venda de 19 toneladas de alimentos da Agricultura Familiar no ES
Apenas no Espírito Santo, a comercialização das cestas no modelo de delivery já gerou receita bruta de R$ 112 mil com a venda de 19 toneladas de produtos.

A Suzano, referência global na produção de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, celebra o Dia do Agricultor Familiar (28 de julho) com a divulgação do balanço do projeto “A feira vai até você”. A iniciativa foi lançada no fim de abril com o objetivo de mitigar os impactos gerados pela pandemia do novo coronavírus e garantir fonte de renda aos pequenos produtores rurais que fazem parte do PDRT (Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial).

Entre os meses de maio e junho, o projeto gerou às famílias envolvidas uma receita bruta de R$ 303,57 mil em vendas nos cinco estados beneficiados, superando a expectativa inicial. Os números são ainda mais atrativos: mais de 10 mil cestas entregues e 72,8 toneladas de alimentos comercializados por 310 agricultores familiares das comunidades rurais do Espírito Santo, Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Apenas no Espírito Santo, 54 famílias de produtores dos munícipios de Aracruz, Conceição da Barra e São Mateus estiveram envolvidas diretamente na comercialização de 19,3 toneladas até junho, gerando uma receita bruta de R$ 112 mil. Uma ajuda fundamental, sobretudo neste cenário de crise mundial na saúde que tem afetado fortemente a atividade econômica.

“A pandemia da Covid-19 tem causado muitos impactos, especialmente para os agricultores familiares. A ideia de potencializar a venda por meio de delivery foi excelente, pois complementou a renda dos produtores, impediu que os produtos ficassem parados ou fossem desperdiçados e ainda contribuiu com a economia local”, conta Taciana Sperandio Barone, presidente da Cooperativa de Agricultores Familiares de Aracruz (CAF Aracruz).

Os agricultores familiares que compõem as cestas no Estado são das comunidades de Gimuhuna, Cachoeiro do Riacho, Brejo Grande, Boa Vista, Assentamento Nova Esperança e Pirassununga, em Aracruz; Angelim 2, Córrego Grande, Angelim 1 e Córrego do Macuco, em Conceição da Barra; São Geraldo, Dilô Barbosa, Nova Vista, São Domingos de Itauninhas, Pedra D’água e Assentamento Córrego Juerana 1, em São Mateus. Eles recebem apoio técnico e consultoria especializada com foco na gestão do novo modelo de entrega e também na divulgação do novo sistema de delivery de cestas agroecológicas.

O novo modelo de vendas foi bem recebido pelos produtores e já é avaliado como uma oportunidade no pós-pandemia.

“A comodidade proporcionada pelo delivery agradou boa parte dos clientes. Vamos analisar as condições depois que esse período conturbado passar. A princípio, a ideia é continuar com esse modelo para alavancar as vendas. Nós temos a consciência de como a agricultura familiar é importante, sendo vital para girar a economia das comunidades, já que ela atende 70% do cardápio da população”, afirma Taciana. 

PDRT

O Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial (PDRT) visa promover o fortalecimento das comunidades rurais vizinhas às unidades da Suzano, gerando renda e melhorando a qualidade de vida dos pequenos produtores.  São três eixos de atuação: gestão, produção e comercialização das associações e cooperativas participantes, permitindo que essas comunidades, capacitadas, conquistem sua independência financeira.

No Espírito Santo, o programa atua junto às comunidades rurais desde 2012. Atualmente, são 263 famílias beneficiadas, de 12 associações, sendo oito rurais, três urbanas e um Centro de Apoio a Dependentes Químicos.

No Brasil, mais de cinco mil famílias, em nove estados e mais de 118 localidades já foram beneficiadas pelo programa.

Sobre a Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de árvores, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.


Fonte: P6 Comunicação