Notícias - Fibria

Publicado 24/06/2020

Movimento internacional ressalta transparência adotada pela Suzano em relato de tema climático

Movimento internacional ressalta transparência adotada pela Suzano em relato de tema climático
Empresa tem projeto apresentado como estudo de caso na plataforma do TCFD

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, é a primeira empresa mundial do setor de papel e celulose a protagonizar a divulgação de um estudo de caso por parte da Taskforce for Climate Related Financial Disclosure (TCFD), a Força-Tarefa Sobre Divulgações Financeiras Relacionadas ao Clima. A exposição comprova a transparência dada pela Suzano a temas relacionados às questões climáticas dentro da Central de Indicadores, uma plataforma interativa onde são apresentados dados quantitativos e qualitativos sobre as operações e os impactos da empresa.

A Força-Tarefa é um movimento internacional composto por 31 membros de diversas organizações, selecionadas pelo Conselho de Estabilidade Financeira (Financial Stability Board – FSB), que atua em favor de divulgações financeiras voluntárias relacionadas ao clima. O FSB, por sua vez, é um órgão internacional que coordena a regulamentação financeira das maiores economias mundiais e faz recomendações sobre o sistema financeiro global, incluindo o desenvolvimento de políticas regulatórias.

Criada em 2015, o TCFD Knowledge Hub, página onde são divulgadas iniciativas relacionadas às recomendações da Força-Tarefa, já expôs 14 estudos de caso, lista composta principalmente por empresas dos setores financeiro e não financeiro. Além de ser a primeira do setor de papel e celulose, a Suzano é também a primeira companhia não financeira da América Latina a ter seu trabalho apresentado no hub.

“Há um movimento crescente de conexão entre questões climáticas e impactos financeiros nas empresas e na economia global, e o compartilhamento de nossas práticas pela mostra que a Suzano está no caminho correto na adoção de melhores práticas para divulgar a interdependência desses temas”, afirma Marcelo Bacci, diretor executivo de Finanças e Relações com Investidores da Suzano.

A Central de Indicadores foi desenvolvida neste ano e possui uma página específica com informações financeiras relacionadas às mudanças climáticas, em linha com as recomendações de mensuração e transparência de resultados propostas pela TCFD. Constam dados como consumo de água e combustíveis de fontes renováveis e não-renováveis, gestão de resíduos e emissões, entre outros indicadores.

A plataforma será atualizada com dados anuais e permitirá aos públicos com os quais a Suzano possui relacionamento analisar dados históricos da companhia. O objetivo é proporcionar a todos um acesso a informações relevantes de forma consistente, transparente e clara. Para conhecer a página da Central de Indicadores com esses e outros dados, acesse http://centraldeindicadores.suzano.com.br/tcfd/. O hub com os estudos de caso apresentados pela TCFD pode ser acessado no link https://www.tcfdhub.org/case-study/.


Fonte: Sala de Imprensa Suzano