Notícias - Fibria

Publicado 29/08/2017

Com uso de tecnologias socioambientais, Núcleo de Educação Ambiental da Fibria realiza formação sobre bioconstrução

Com uso de tecnologias socioambientais, Núcleo de Educação Ambiental da Fibria realiza formação sobre bioconstrução

Ação integra a segunda edição da Formação em Educação Ambiental Vivencial

A Fibria, empresa brasileira líder mundial na produção de celulose de eucalipto a partir de florestas plantadas, com intuito de difundir a utilização de tecnologias socioambientais de baixo custo e despertar a consciência para a preservação do Meio Ambiente, por meio do Núcleo de Educação Ambiental (NEA) em Jacareí (SP), realizou a oficina de bioconstrução com a técnica de ferrocimento.

A ação integrou a segunda edição da Formação em Educação Ambiental Vivencial, que consiste em um conjunto de oficinas teóricas e práticas. No total, 40 pessoas participaram do módulo de bioconstrução, que é caracterizado pelo uso de materiais de construção que geram menos impacto ambiental e têm baixo custo.

“O NEA possui uma atuação muito importante junto à comunidade e as suas atividades têm foco na ecoalfabetização, que consiste em orientar as pessoas sobre as questões ambientais e como cada um pode ser um agente transformador”, diz Camila Reggiani, consultora de Meio Ambiente da Fibria.



Durante a formação, foi apresentada a técnica de ferrocimento para a construção de um banheiro. Trata-se de uma forma econômica de utilizar o cimento e que pode ser empregada em diferentes construções. A estrutura consistiu em uma malha pop 15/15 cm (vergalhões de aço interligados utilizados para evitar trincas em construções), tela de viveiro de pássaros e arame cozido, para fazer as armações, recoberto com duas camadas de uma massa reforçada com a proporção de duas partes de areia e uma de cimento.

As oficinas da segunda edição da Formação em Educação Ambiental Vivencial são gratuitas e prosseguem até o mês de dezembro.



Fonte: Assessoria de Imprensa Fibria